Vídeo mostra festa regada a drogas e álcool em presidio feminino.


Imagens cuja autenticidade foi confirmada pelo governo estadual mostram presidiárias consumindo drogas e bebida alcoólica e utilizando celular para conversar e tirar fotos. Secretaria anuncia abertura de processo contra presas.

Imagens registradas por um aparelho celular mostram uma festa, regada a álcool e drogas, dentro da Colônia Penal Feminina do Recife, na zona oeste da cidade. Algumas presidiárias aparecem tirando fotos ou falando ao telefone como se estivessem em liberdade. Outras dançam e exibem copos de cerveja na mão. As detentas chamam a festa de “bonde do prato”, em referência ao recipiente utilizado para o uso, aparentemente, de cocaína. Uma das presas aparece aspirando a droga, outra exibe cigarros de maconha.

O vídeo, que circula pelo Whatsapp, teve sua autenticidade confirmada pela Secretaria de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco. O Sindicato dos Agentes Penitenciários de Pernambuco (Sindasp-PE) alega que a festa foi feita no dia 31 de dezembro, em comemoração à virada do ano. Mas, segundo o governo pernambucano, as presas festejavam o aniversário de uma das colegas.

A Colônia Penal Feminina do Recife enfrenta problema de superlotação. Com capacidade para 200 detentas, abriga cerca de 700 mulheres. O secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, informou que as presidiárias envolvidas na organização da festa foram identificadas e responderão a processo administrativo e disciplinar.

Em nota, a Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres) de Pernambuco informou ao Congresso em Foco “que já identificou as reeducandas da Colônia Penal Feminina do Recife (CPFR) que aparecem nas imagens divulgadas nesta terça-feira (10). Todas foram preventivamente isoladas e responderão a um procedimento administrativo disciplinar”.