Robério dos teclados comenta sobre as duras críticas recebidas em programa do SBT


Teixeira de Freitas: Ainda continua repercutindo nas redes sociais as duras críticas sofridas pelo artista teixeirense Robério do Teclados. O cantor com mais de 15 anos de carreira e sucesso, foi duramente criticado e desrespeitado em um programa de televisão que vai ao ar no SBT, de segunda a sexta. Trata-se do Programa “Fofocalizando”, apresentado por Mamma Bruschetta, Décio Piccinini, Léo Dias e Mara Maravilha, sendo esta última, a única que elogiou a música de Robério dos Teclados. ”Gosto dessa brasilidade. É disso que o povo gosta. Frank Aguiar que se cuide”, disse Mara Maravilha.

O cantor, que começou sua carreira em Teixeira de Freitas, foi criticado no quadro: “Doeu no ouvido, Foi destruído”, através do seu mais novo trabalho, a música “Oi”, que é de autoria do também artista teixeirense, Bruno Caliman. Os apresentadores iniciam o quadro alegando que a crítica não é para o artista, mas, para a música. Porém, não foi o que se viu. O cantor foi criticado de forma desleal até mesmo pelo seu estilo de roupa e chapéu. “No início do clipe, achei que fosse o Zé Renato do Rosa e Rosinha, só que na hora que ele abriu a boca, o Zé Renato cantem bem. Esse aí é uma desgraça”, disse Décio Piccinini.

Olha, você teve o trabalho de comprar um chapéu lindo, alugar o salão do prédio, chamar os vizinhos, fazer até camiseta… Sabe pra quê? Pra nada, que coisa mais feia. Destrói”, criticou Mamma Bruschetta. “Pelo amor de Deus, esse homem é ruim demais. Doeu no meu ouvido, espero que tenha doído no seu também”, disse Leão Lobo. “Cantor de churrascaria sofre. Mas, as vezes se encontra bons talentos. Mas, não é o caso dele. Destrói. Urgente”, comentou Léo Dias. Logo após o bombardeio, diversos internautas se manifestaram a favor do cantor e um dos posts em defesa de Robério, em um grupo de vendas no Facebook, continua em alta.

O cantor também se manifestou nas redes sociais. “Eu não estou chateado, triste, nada. Fui vítima de uma injustiça. Mas, tudo tem a sua hora e seu tempo. Por que as pessoas que fizeram isso com o meu trabalho, não destroem a biografia de políticos ladrões que estão acabando com a vida do brasileiro? Eles não fazem isso porque sabem que vão receber processo de tudo que é lado. Mas, um cidadão de bem, como eu que trabalho, que pago meus impostos, gero emprego, honro minha família, tenho a vida limpa, tenho que sofrer esse desrespeito. É complicado”, desabafou Robério.

Ainda segundo o cantor, tudo deve ser feito dentro da normalidade. No momento certo ele vai tomar as providências dentro dos limites das leis. “Se você não gosta de uma modalidade musical, isso não te dá o direito de denegrir o trabalho dos outros. Lamento muito o acontecido. Agradeço a todos que estão me defendendo. Pessoas que me conhecem sabem da minha contribuição para a música. Peço a todos vocês que gostam do Robério, que curte minhas músicas, que continuem se manifestando. Que também curta nossa página, assista nossos vídeos no Youtube, mostre o nosso valor”.

Robério disse ainda que tem autorização da Som Livre para cantar essa música em qualquer lugar do mundo. “Essa música do meu grande amigo e conterrâneo Bruno Caliman. Essa história não começou ontem, mas, há mais de 10 anos. Bruno é um dos melhores compositores do Brasil e ele merece todo o respeito e todo o sucesso que tem. Pela minha história musical, eu acho que não mereço uma sacanagem daquela. Não preciso provar nada para aqueles quatro cidadãos. Eu sei que mereço respeito. Assim como respeito as pessoas. Ninguém é obrigado a gostar do meu trabalho. Mas, o respeito deve prevalecer.

Por: Edvaldo Alves/Liberdadenews