Quadrilha suspeita de matar políticos na Bahia e Sergipe é presa; um morreu no confronto


aled-1200x545_c

A operação para desarticular uma quadrilha pontada como suspeita de assassinar políticos na Bahia e Sergipe, contou com policiais civis do Departamento de Polícia do Interior (Depin) e militares da Companhia Independente de Policiamento Especializado Nordeste (CIPE-NE), que também apreenderam um fuzil AR15, uma espingarda calibre 12 e duas pistolas.

aled1Cleciano Vieira Santos, o “Gordo”, de 34 anos, Adomarcos Silva Souza, o “Donga”, 37, e Adagilson Nunes de Jesus, 48, estavam escondidos em Pedro Alexandre, no interior da Bahia e foram presos em flagrante. Uilson Gonçalves de Souza, reagiu à abordagem, foi baleado e não resistiu aos ferimentos.

Na Bahia o grupo é investigado pela morte do ex-prefeito do município de Pedro Alexandre, Petrônio Pereira Gomes, e da tentativa de homicídio contra o vice-prefeito Tonho de Zezinho, que teve o carro alvejado por mais de 60 tiros. Ele reconheceu os autores.

No estado de Sergipe os criminosos são suspeitos da morte do presidente da câmara do município de Carira, Jailton Martins de Carvalho e do assassinato do ex-vereador Claudeir dos Santos, conhecido como Pinho de Santa Rosa, morto em março deste ano, na cidade de Poço Redondo. Em Pernambuco eles são suspeitos pela prática de homicídios e tentativas também contra políticos.