Dólar dispara e chega a R$ 3,43, após denúncias envolvendo Temer


dolar-bf

O dólar disparou nesta quinta-feira (18) depois de denúncias envolvendo o presidente Michel Temer que alimentaram percepções de que as reformas serão afetadas e, consequentemente, a recuperação da economia, destaca a Reuters.

Às 14h29, a moeda norte-americana subia 7,25%, cotada a R$ 3,3608 na venda, após chegar a operar a R$ 3,43 mais cedo. Veja a cotação do dólar hoje.

A alta desta quinta-feira supera os picos de nervosismos da crise de 2008 e é a maior desde 31 de julho de 2002, quando a moeda chegou a subir mais de 9%, segundo o Valoe Online. Naquela época, o quadro político também era o responsável pela incerteza do mercado, meses antes da eleição de Luiz Inácio Lula da Silva à presidência.

A quinta-feira nos mercados de câmbio e juros do Brasil é típica de momentos de pânico, e nas mesas de operações predomina um clima de incerteza, pois o mercado não precificava tamanha crise política no país e, diante de uma reversão do cenário doméstico, os agentes financeiros buscam zerar suas posições no câmbio.

Os negócios no mercado à vista demoraram a acontecer pela manhã, com os investidores evitando tomar posições. Diante disso, o Banco Central anunciou nova intervenção no mercado, com 2 leilões de contratos de swaps tradicionais, equivalentes à venda futura de dólares, e que não eram voltados para rolagem de contratos já existentes.

Intervenção do BC

Além da intervenção no mercado, o BC manteve ainda a oferta de até 8 mil swaps cambiais tradicionais (equivalentes à venda futura de moedas) para rolagem do vencimento de junho.

A autoridade anunciou que também fará oferta de até 40 mil contratos com vencimentos em 1/8/2017, 2/10/2017 e 2/1/2018, além de outro lote de 15.325 contratos com vencimentos para as mesmas datas.

Em novembro do ano passado, o Banco Central também havia feito oferta adicional de swap para tentar conter a volatilidade do mercado após a vitória de Donald Trump à Presidência dos Estados Unidos.

Mais cedo, o Tesouro Nacional e o BC publicaram notas afirmando que estão atentos ao mercado e que atuarão para manter sua plena funcionalidade. O Tesouro suspendeu o leilão de venda de LTN e LFT programado para esta sessão.

Dólar futuro

O dólar futuro atingiu o limite máximo permitido de R$ 3,3235 para este pregão. Os temores eram tão grandes que as negociações do dólar à vista demoraram para acontecer, com os investidores optando por não tomar posições no início do dia.

O dólar futuro é um produto negociado em bolsa (um derivativo) que representa o quanto as instituições financeiras acreditam que a moeda norte-americana estaria valendo no futuro. O que está sendo negociado nesta quinta-feira tem vencimento para 1º de junho.

Avalanche: Ministro das Cidades é o primeiro a deixar o governo Temer


3

Depois de ouvir vários deputados do PSDB, o ministro das Cidades Bruno Araújo decidiu deixar o governo. Essa é a primeira baixa desde que se instalou a crise política após a revelação de que o presidente Michel Temer deu aval para a compra do silêncio de Eduardo Cunha.

Bruno Araújo deve comunicar sua decisão ao Palácio do Planalto nas próximas horas.
Nas conversas com deputados tucanos, Bruno ouviu e concordou que não dava mais para permanecer no governo após as revelações.

Polícia Civil do Prado prende homem por tráfico de drogas e porte ilegal de arma, em Cumuruxatiba


2df764fe-2e5d-4be5-a0b7-3d6b127acaa9

Duas equipes da Polícia Civil deflagrou na manhã desta quinta-feira (18), uma operação com a finalidade de cumprir Mandado de Busca e Apreensão, com o objetivo de combater ao tráfico de drogas, no Distrito de Cumuruxatiba, no município de Prado.

908cea75-3bca-40b2-a6e4-df151867ca8a

De acordo com a polícia civil, dois locais distintos estariam sendo usados pelo homem identificado como Geovani Soares Amorim, vulgo “Gel”, para a comercialização de drogas. Durante o cumprimento do mandado de busca, Gel foi preso em flagrante, dentro de sua residência portando um revólver da marca Taurus calibre 38, municiado.

Segundo o delegado titular de Prado, Dr. Kléber Eduardo Gonçalves, Gel somente largou a arma quando houve a entrada dos policiais civis na residência. “Agimos, antes mesmo que houvesse uma troca de tiros”, disse o delegado.

Durante as buscas foram encontradas uma porção de maconha já desfiada, pronta para uso ou venda, bem como no segundo alvo foi encontrado um tablete de maconha prensada, além de vários objetos que são utilizados normalmente para a embalagem de drogas, como sacos plásticos, fitas adesivas e papel filme.

Geovane Soares Amorim foi Autuado em flagrante delito pelo crime de Porte Ilegal de arma de fogo, bem como pelo crime de Tráfico de Drogas, pois a alguns meses o S. I. da DT de Prado já vinha investigando as atividades do acusado.

40370a0e-faf0-44d9-8c4d-ba3e1967786e

Ainda com Geovani foi apreendida uma caminhonete S/10 de cor branca, placa de Itamaraju, que será alvo de vistoria e investigação. Ainda segundo o delegado de Prado, Geovani possui uma extensa Ficha Criminal, entre Trafico, Roubo e Posse de Arma, desde Brasília ate Porto Seguro, Itabuna e Itamaraju.

“Apesar de Geovani negar o Tráfico, com ele foram apreendidos R$ 633,00 reais, U$ 291,00 dólares e 20 euros, isso porque ele declarou estar desempregado”, afirmou Dr. Kléber Eduardo, Delegado Titular de Prado.

Prado Notícia

 

Ex-prefeito e ex-secretários de Itagimirim são alvos de mandados de condução coercitiva


itagid-1200x545_c

Na manhã desta quarta-feira (17), a Polícia Civil de Eunápolis cumpriu oito mandados de busca e apreensão e cinco mandados de condução coercitiva tendo como alvos o ex-prefeito de Itagimirim, Rogério Andrade (PP), e os ex-secretários municipais Sérgio Murilo Cerqueira Menezes, Rilson Neris Miranda, Rafael Cesar do Amaral e Wesley José Gonçalves.

As investigações policiais estão a cargo da 23ª Coordenadoria Regional de Polícia Civil do Interior (Coorpin), sediada em Eunápolis, e foram iniciadas por requisição do Promotor de Justiça, Helber Luiz Batista, da Comarca de Itagimirim, visando apurar subtração de bens móveis e de documentos contábeis do município, inclusive de peças de veículos automotores e tratores, da cadeira do gabinete da Prefeitura, de mobiliários da sala de recepção do gabinete, de quadros, ar-condicionado, computadores, scanner, impressoras e outros bens.

São apontadas ainda nas investigações uma série de condutas de improbidade como falta de prestação de contas ao Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), ausência de Portarias de nomeações e de pastas de processos de pagamentos de servidores municipais.

Os mandados foram expedidos pelo juiz Roberto Costa de Freitas Júnior, para serem cumpridos nos municípios de Itagimirim, Itapebi, Santa Cruz Cabrália e zona rural de Belmonte, todos esses em relação aos fatos investigados em desfavor da ex-gestão de Itagimirim.

Na ação, foram apreendidos diversos bens móveis, cheques, uma arma de fogo, munições e farta documentação ainda pendente de análise. (Informações: Via41)

Júri absolve pai no caso da morte do pequeno Pedro em Prado


jurid-1200x545_c

O corpo de sentença formado por sete jurados, julgou e absolveu nesta quarta-feira, dia 17 de maio, no Fórum do Prado, Jorge Mendes Carneiro Junior, de 41 anos, acusado pela morte do próprio filho, Pedro Silva Carneiro, de apenas 9 meses de idade, que morreu na tarde de sábado do último dia 29 de outubro, após supostamente cair do banco traseiro de uma caminhonete Toyota Hilux, numa estrada vicinal que liga o Prado à Praia da Paixão, no litoral norte do município.

A mãe da criança, Erisângela Santos Silva, de 38 anos, já havia sido inocentada pela Justiça durante a instrução criminal do processo, restando apenas o julgamento de Jorge Mendes, o qual o Ministério Público (MP), sustentava a acusação pela morte. Na defesa do casal atuou o advogado criminalista Gean Prates, que sustentou a tese de acidente e não crime.

E nesta quarta-feira (17), Jorge Mendes Carneiro Junior, de 41 anos, sentou-se no banco dos réus e após um longo debate entre defesa e acusação, o corpo de jurados optou pela tese de Prates e o absolveu pela prática do crime.

O jurados não precisaram votar em sua totalidade, já que os primeiros quatro votantes, optaram pela absolvição. Com quatro votos a zero não havia mais possibilidade de condenação e o julgamento, foi finalizado. O júri começou às 9h desta quarta-feira (17) e terminou por volta das 20h, ou seja 11 horas depois.

Familiares de Jorge, bem como de Erisângela, presentes em grande número durante o julgamento, comemoraram a decisão, lida pelo juiz Leonardo Coelho. (Por Ronildo Brito)

Revolta – Pai estuprou a própria filha durante cinco anos


7351a1944cb56146f809dc1b6335a6fbb81489b2

Edineilton Matos dos Santos, 34 anos, é considerado procurado pela justiça, depois que a avó da sua filha hoje com 14 anos o denunciou pela prática de abuso sexual contra a sua própria filha.

Segundo informações os abusos começaram quando a criança tinha nove anos de idade.

“Se vocês puderem me ajudar, me ajudem, porque eu quero esse monstro preso. Ele destruiu não só minha neta, ele destruiu toda minha família”, disse a avó da adolescente.

Os abusos começaram quando a garota tinha 9 anos e foi progredindo ao longo dos cinco anos.

Na primeira vez ela estava tomando banho de biquíni, ele disse que ia dar banho e passou a mão nas partes intimas dela.

A partir daí foi progredindo, passava a mão na perna, nos seios. Quando ela tinha 14 anos, ele fazia tudo que você possa imaginar que um monstro faz com uma criança quando se sente no poder dela.

A garota pediu ajuda a uma amiga que levou o caso para o Conselho Tutelar. Segundo a avó da garota, a adolescente só deu sinais de que algo estava errado quando constantemente falava em fugir de casa e morar com ela.

Os pais da garota foram chamados, ouvidos e o caso foi encaminhado para a delegacia de Lauro de Freitas. A garota fez exame e após o resultado, o suspeito fugiu.

A guarda da garota foi concedida a avó e as duas recebem acompanhamento psicológico.

Prado: Pai acusado de matar o próprio filho está em Jugamento


julgamento-de-jorge-carneiro-696x326

Caso de grande repercussão está em julgamento no tribunal do júri da comarca do Prado. O destino de Jorge Carneiro está nas mãos de sete jurados.

O crime que ele responde é a morte do próprio filho. O pequeno Pedro Carneiro morreu aos nove meses de idade, numa situação que intriga a justiça.

O caso ocorreu no dia 29 de outubro de 2016, quando o acusado e sua esposa, Erisangela Lacerda, retornavam da Praia da Paixão, no litoral do município do Prado. Antes de chegar à cidade pradense teria ocorrido, o que a defesa aponta ter sido um acidente.

A acusação incluiu laudos da perícia do veículo usado pela família (Toyota/Hilux, cor cinza, placa KLO-5749, de Santa Maria da Vitória/BA).

Principal testemunha no processo, o delegado que conduziu o inquérito, Dr. Júlio Telles, manteve a questão sobre a falta de respostas do que teria contribuído para a morte do bebê. Em meios à muitas perguntas, a principal delas à respondida é se o pai tinha a vontade e a intenção de matar seu filho. A resposta logo mais, após a sentença do Tribunal do Júri da comarca do Prado.

Primeiro Jornal

Mototaxistas envolvidos em crime bárbaro se apresentam à polícia e vão responder ao crime em liberdade


mototaxistasd-1200x545_c

Acompanhados do advogado criminalista Thiago da Silva Miranda, se apresentaram ao Núcleo de Homicídios e Tráfico (NGT), da 8ª Coorpin de Teixeira de Freitas, os mototaxistas Carlos Pires Santos, o “Carlão”, de 40 anos de idade, Leonardo de Jesus Souza, 32 e Eliseu Leal Santos, todos envolvidos na ação que culminou no assassinado brutal de Tiago Evangelista da Silva, de 23 anos, crime ocorrido na noite desta terça-feira, dia 16 de maio, crime ocorrido na Travessa Vista Alegre, Bairro Tancredo Neves, na região oeste da cidade.

Segundo as investigações comandadas pelos delegados Bruno Ferrari e Ricardo Amaral, ambos designados pela delegada/coordenadora Valéria Fonseca Chaves, “Carlão” foi o autor dos tiros e Leonardo o responsável pelos golpes de chave de fenda contra a vítima, enquanto Eliseu foi reconhecido nas imagens feitas pelos moradores e que estão postadas nas redes sociais, principalmente WhatsApp.

mototaxistasd1Durante as oitivas os acusados disseram que há cerca de uma semana, a vítima Tiago já tinha assaltado um mototaxista e o ferido com uma faca e na tarde desta terça-feira, dia 16 de abril, contratou uma corrida com o motofretista Leonardo de Jesus Souza, de 32 anos e quando chegaram ao destino, no Bairro Liberdade, o profissional foi atacado pelo suposto passageiro, que roubou-lhe um celular e a quantia de R$ 500, dinheiro fruto do seu dia de trabalho.

Logo depois, contam os acusados, houve uma mobilização de dezenas de mototaxistas, que inicialmente foram à casa do acusado, no Bairro Liberdade I, mas como o mesmo não estava, partiram em grupo ao Bairro Tancredo Neves, onde acabaram por encontrá-lo na casa de um amigo. No local a vítima ainda teria tentado fugir subindo em um telhado, mas o terreno foi cercado, quando teve início a selvageria, incluindo agressões a socos e pontapés, golpes com o uso da chave de fenda e por fim, os tiros já com o jovem ensanguentado em plena via pública.

Como a apresentação foi espontânea, segundo o advogado Thiago Miranda, fica descaracterizada a prisão em flagrante, sendo permitido o direito para que os acusados fiquem em liberdade até que sejam julgados. “A equipe da Polícia Civil estava fazendo buscas e havia um grande risco deles serem presos em flagrante. Sendo assim, após ser procurado por eles, optei em apresenta-los imediatamente, juntamente com o revólver e a chave de fenda, instrumentos usados no crime. O próprio Código Penal estabelece em seu Artigo 402, as situações da prisão em flagrante e a apresentação voluntária está fora desse rol de situações”, comentou Thiago Miranda.

Áudio/Vídeo: Mototaxistas retiram homem de dentro de casa e o exterminam em via pública de Teixeira de Freitas


Na noite desta terça-feira, dia 16 de maio, moradores do Bairro Tancredo Neves, na região oeste de Teixeira de Freitas, presenciaram um ato de violência “Tribunal do Crime” ocorrido em plena via pública e praticado por mototaxistas da cidade. Segundo as informações iniciais, a execução aconteceu  na Travessa Vista Alegre, onde dezenas de motofretistas invadiram a casa onde estava a vítima, que supostamente havia assaltado um deles durante a festa que comemorou os 32 anos de emancipação política de Teixeira de Freitas.

Na filmagem feita pelos próprios mototaxistas e que está circulando nas redes sociais, é mostrada claramente a ação dos criminosos, que invadem a casa simples, retiram o homem do seu interior e o executam a tiros, socos e pontapés. O número de disparos é tão alto, que compara-se aos ouvidos numa guerra. Alguns dos assassinos, aparentemente transtornados, após perceberam o homem morto em meio a muito sangue, ainda proferem palavras de baixo calão e comemoram.

Veículos de comunicação das mais diversas partes do país estão fazendo contato com a imprensa teixeirense, querendo saber mais detalhes sobre o caso, que vem sendo comparado com as ações terroristas do “Estado Islâmico”.

As informações dão conta que a selvageria criminosa foi praticada por mototaxistas de variados pontos da cidade, mas como a ação foi filmada, não é difícil para a polícia fazer a identificação. Além da prisão dos acusados, a Polícia Civil de Teixeira de Freitas, atualmente coordenada pela delegada Valéria Chaves, tem pela frente a obrigação de zelar pela Constituição, que veda o ato da justiça pelas próprias mãos.

Todos os mototaxistas, para que possam trabalhar, precisam do alvará, que é fornecido pela Prefeitura Municipal. A pressão a partir de agora é para que a Secretaria Municipal de Segurança Pública, instaure um rígido processo administrativo, visando banir os criminosos do serviço prestado à população.

Pode acontecer uma ação semelhante quando um detento, numa cela cheia de presos, é morto pela ação criminosa de um ou de parte deles. Se ninguém assumir o crime, todos pagam. As polícias Civil e Militar também devem esclarecer se os mototaxistas envolvidos na execução, possuem porte de arma, pois o número de disparos durante o “Tribunal do Crime” impressiona.

Sem licitação, Prefeitura de Itamaraju contrata R$ 750 mil em vales-transporte


valed-1200x545_c

Sem licitação (inexibilidade 03/2017), o prefeito Marcelo Angênica (PSDB), contratou a Viação Itamaraju, que é detentora do monopólio do transporte coletivo de passageiros na cidade, pelo valor de R$ 750 mil, especificamente para fornecimento de vales aos funcionários públicos municipais.

O contrato foi assinado por Angênica no último dia 2 de fevereiro e o prazo da contratação entrou em vigor imediatamente. A duração, como não pode ser diferente em administração pública é de um ano.

Essa mesma Viação Itamaraju, inscrita no CNPJ: 13.683.990/0001-51, criou, no mesmo mês de fevereiro, uma polêmica na cidade, quando uma preposta da empresa denunciou através das redes sociais um suposto conluio na licitação para contratação do transporte escolar para o ano de 2017. Na época a funcionária informou ter apresentado uma proposta mensal de R$ 499 mil e teria havido uma suposta tentativa de adjudicação à empresa que apresentou proposta de R$ 704 mil por mês.

Na época o promotor Tarcísio Robslei França, titular da  1ª Promotoria de Justiça de Itamaraju, instaurou procedimento preparatório de Inquérito Civil, visando apurar a possível irregularidade. O promotor citou em sua portaria 15/2017, que notícias veiculadas na cidade e áudios postados em redes sociais, evidenciaram o caso da Viação Itamaraju, que mesmo tendo apresentado uma proposta mensal menor, teria havido uma suposta tentativa de adjudicação a uma empresa que apresentou valor superior.

“Ressalvados os casos especificados na legislação, as obras, serviços, compra e alienações, são contratados mediante processo de licitação pública que assegure igualdade de condições a todos os correntes, com cláusulas que estabeleçam obrigações de pagamento, mantidas as condições efetivas de proposta, nos termos da lei, o qual somente permitirá as exigências de qualificação técnica e economia, indispensáveis à garantia do cumprimento das obrigações, conforme dispõe o Artigo 37, Inciso XXI, da Constituição da República”, escreveu o promotor.

No mesmo documento o promotor Tarcísio Robslei França designou reunião, da qual o prefeito Marcelo Angênica (PSDB), deveria participar, inclusive trazendo consigo as cópias do processo licitatório da modalidade Pregão Presencial 001/2017. Como Angênica estava em viagem para Salvador e Brasília, o representante do Ministério Público (MP), se reuniu com o vice-prefeito Téa Pires, quando teria ficado acertada uma nova convocatória para realização do certame.

Como a passagem do transporte coletivo em Itamaraju hoje custa R$ 2,50, o valor de R$ 750.000,00 corresponde ao montante de 300 mil vales. (Por Ronildo Brito)