Aneel aprova indenizações a elétricas e prevê impacto médio de 7,2% nas tarifas


chove-menos-e-conta-de-luz-volta-a-ter-cobranca-de-taxa-extra-em-novembro-1477988616640_615x300

A diretoria da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) aprovou, nesta terça-feira (21), aumentar a receita das empresas transmissoras de eletricidade para quitar cerca de R$ 54,4 bilhões em indenizações devidas a elas pela União desde o final de 2012, quando elas aceitaram renovar antecipadamente contratos de concessão em condições propostas pelo governo.

Na época, a então presidente Dilma Rousseff prometeu indenizar as elétricaspor investimentos ainda não amortizados em troca de um novo contrato com forte corte de tarifas para impulsionar a indústria e o consumo, mas uma definição sobre o pagamento efetivo das compensações foi sendo adiada por anos –em parte, justamente, devido ao enorme impacto tarifário.

Indenizações têm juros e correção financeira

A interminável discussão sobre as indenizações também desagradou investidores, que praticamente desapareceram dos leilões para concessão de novos projetos de transmissão entre 2013 e 2016, quando o governo publicou uma portaria que prometia começar os pagamentos neste ano.

Essa demora ajudou a piorar o problema, uma vez que as indenizações contam com direito a correção financeira, como juros.

Conta ficou para o consumidor

Além disso, a previsão original era de que as compensações fossem quitadas com um fundo do setor elétrico criado especialmente para isso, a Reserva Global de Reversão (RGR), mas outros usos já drenaram os recursos dessa conta e levaram o governo a optar pelo repasse às tarifas.

“Isso era para ter sido pago em 2013, e não foi pago. O fato de não ter sido pago naquela época imputou um valor para o consumidor, que não teve nenhuma gestão na decisão de pagar ou não pagar”, disse o diretor da Aneel Reive Barros, responsável pelo processo sobre as compensações na reguladora.

Ele disse que o valor original das indenizações é de R$ 19,2 bilhões e que outros R$ 35,2 bilhões serão pagos somente em componentes financeiros devido ao adiamento.

Pagamento em oito anos

Os pagamentos às elétricas começarão em julho e se estenderão por oito anos, com os recursos sendo arrecadados por meio de um encargo cobrado nas contas de luz para remunerar a atividade de transmissão de energia.

A Aneel estimou que a alta nesse encargo deverá ter um impacto médio de 7,2% no momento dos reajustes tarifários das distribuidoras neste ano, embora outros itens possam pesar para cima ou para baixo nas tarifas.

Entre as principais empresas beneficiadas pelas indenizações estão subsidiárias da Eletrobras, a privada Cteep e as estaduais Cemig e Copel.

Indústria ameaça ir à Justiça

O alto valor das indenizações foi alvo de pesadas críticas por parte da indústria eletrointensiva, representada pela associação Abrace, que participou da reunião da Aneel nesta terça-feira e ameaçou ir aos tribunais para evitar um forte aumento de custos com os pagamentos.

“Parece que estamos sendo induzidos a ir à Justiça, que é o que não se quer, sequer temos um advogado contratado, mas parece que o caminho é esse”, lamentou o presidente da Abrace, Edvaldo Santana.

O dirigente, que era diretor da Aneel na época em que o governo Dilma prometeu reduzir as tarifas, em 2012, não poupou ataques ao resultado das medidas tomadas à época e disse que sempre se posicionou contra o caminho adotado pelo governo.

Já a Abrate, associação que representa as empresas de transmissão, comemorou a decisão da Aneel.

“São valores devidos. A segurança jurídica reposiciona-se com esse ato. Questionar a legitimidade das indenizações é questionar o direito dos fatos, o direito líquido e certo de recuperar os investimentos realizados”, disse o presidente da entidade, Mário Miranda.

(Por Luciano Costa, de São Paulo)

Vídeo: Preso há mais de 12 horas às ferragens, motorista não resiste e morre entre Itamaraju e Teixeira de Freitas


O acidente automobilístico aconteceu na madrugada desta terça-feira, dia 21 de fevereiro, na rodovia BR-101, próximo à ponte sobre o Rio do Sul, entre Itamaraju e Teixeira de Freitas, quando o motorista de uma carreta perdeu o controle da direção em uma curva e o veículo desceu uma ribanceira.

Até as primeiras horas da noite os agentes da PRF, com ajuda de três guinchos, ainda lutavam pra remover a carreta com o corpo da ribanceira, que acabou despencando numa região de difícil acesso. O Departamento de Polícia Técnica de Itamaraju (DPT), que está com uma equipe de remoção no local, confirmou que o motorista, ainda não identificado, acabou morrendo no interior da cabine.

Os cabos de aço dos guinchos não estão suportando o peso da estrutura da carreta morro acima e alguns deles já se partiram. (Da redação TN)

Polícia Militar e Corpo de Bombeiro reforça ações de segurança no circuito do CarnaPrado 2017


bd337036-aada-41a6-a322-35585bbafa80

A Polícia Militar de Prado tem preparado estratégia de atuação durante o CarnaPrado 2017, o policiamento está reforçado não apenas na Praça de Eventos, mas em pontos da avenida 2 de julho no centro da cidade, com policiamento a pé, motorizado, em viaturas e também com grupamentos.

DSC_6715

Além do Policiamento Militar, a Prefeitura Municipal de Prado disponibiliza efetivo do Corpo de Bombeiros. A população e os foliões também contam com um Stand da Saúde com profissionais e o apoio do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

DSC_6568

Vídeo: Mulher flagra marido em bar com outra e bate nos dois; assista


As redes sociais foram tomadas nesses dias pelo vídeo de uma briga generalizada nas dependências de um bar. Nas imagens, registradas pelas câmeras de segurança do estabelecimento, um homem e duas mulheres estão sentados em uma mesa, quando são surpreendidos por uma terceira mulher, que seria a esposa do rapaz, e a confusão é iniciada.
O caso aconteceu no último domingo (19), conforme data registrada no vídeo, mas ainda não se sabe o local do ocorrido. No vídeo, é possível ver outros homens, que seriam seguranças do bar, tentando encerrar a briga, mas o “quebra-quebra” continua

Vídeo: Homem é atingido por pneu perto de rodovia em MG


Roberto Carlos Fernandes, de 50 anos, foi atingido na cabeça por um pneu que se soltou de um veículo na BR-381, em Ipatinga (MG), na última sexta-feira (17). O momento foi registrado por uma câmera de segurança.

Nas imagens é possível ver o homem caminhando ao lado de uma mulher, quando o pneu cruza a rua, bate no asfalto e atinge a cabeça do homem, que vai ao chão com o impacto. Em seguida, outras pessoas se juntam para ajudar o homem.

Levado para o Hospital Márcio Cunha, o homem continua internado nesta terça-feira (21), porém seu estado de saúde não foi informado devido a pedido da família.

O carro ao qual o pneu pertence não foi identificado. O item foi apreendido pela polícia

Carnaval é cancelado em 29 cidades do Espírito Santo


Com a paralisação dos PMs, municípios dizem que não têm como garantir a segurança

Quando o medo e a insegurança tomam conta, não há espaço para festas no calendário. É isso o que provam 29 prefeituras do Espírito Santo, que desistiram de realizar suas programações de Carnaval para não expor moradores e turistas a riscos. Os cancelamentos têm sido feitos em função da greve de policiais militares, que chega ao seu 18º dia nesta terça-feira (21).

Nada de blocos, desfiles pelas ruas ou shows em trios elétricos. Até nos municípios tradicionalmente conhecidos por suas atrações nesta época do ano, tais como Piúma, Muqui e Santa Leopoldina, a alegria dos foliões será muito mais silenciosa. Como não se sabe quando o efetivo total de PMs voltará às ruas, o número de desistências não para de crescer.

edsonc_hagas_anchieta-4943556

Um exemplo é Aracruz, no Norte do Estado. O prefeito Jones Cavaglieri anunciou o cancelamento do carnaval no fim da tarde desta segunda-feira (21). A programação já estava pronta. “Buscamos com a polícia a possibilidade de ter a segurança reforçada nas praias, mas a informação é que, em função da paralisação não ter sido resolvida, não há homens suficientes para mandar pra cá. Pelo fato de outras cidades também decidirem cancelar o carnaval imaginamos que poderíamos receber uma população muito maior que a normal e correr o risco de uma possível confusão”, explicou.

Mesmo cidades que decidiram manter as festas ao longo do feriado, adequações tiveram que ser feitas. Em Vitória, as matinês carnavalescas, que aconteceriam também em São Pedro e Goiabeiras serão concentradas no Parque Moscoso, nos dias 25 e 26. Segundo o secretário de Segurança da Capital, Fronzio Calheira, por ser um local fechado, a própria Guarda Municipal é capaz de realizar a segurança.

:: Vitória não vai autorizar blocos de rua

Já em Marataízes, os shows deverão ser encerrados até as 22h e os blocos que usarem trio ficarão parados. Além disso, as barracas de bebidas estão proibidas de vender garrafas de vidro, bebidas alcoólicas após as 22h e colocar som em qualquer horário.

Importantes balneários, como Vila Velha, São Mateus e Conceição da Barra ainda não definiram se haverá ou não programação.

 

Baiana é presa na Itália por tráfico de mulheres e exploração sexual


A1

A prisão da dançarina baiana, Carla Sueli Silva Freitas, a “Carla Minhoca” aconteceu na última quarta-feira, 15 de fevereiro, na Itália.

Ela é acusada de envolvimento em uma quadrilha de tráfico de mulheres para exploração sexual. Neste domingo, 19, o Fantástico da Rede Globo, exibiu uma matéria completa sobre o caso.

De acordo com a reportagem, a quadrilha que Carla faria parte, atua no Brasil desde 2010 e é responsável pelo tráfico de 150 mulheres, levadas para redes de prostituição na Europa.

Além de Carla Minhoca, as brasileiras Daiana Paula Ribeiro da Silva, conhecida como Paloma, e Emanuela Andrade Bernardo também foram presas na Itália e ainda não foram extraditadas.

A Polícia ainda prendeu os italianos Flávio Frugis, Marco Paolo Vila e Pasquale Ferrati, e os eslovenos Tine Motoh e Vitor Cavernick. A pena para tráfico internacional de pessoas, associação criminosa e lavagem de dinheiro pode chegar a 25 anos de prisão.

 

ITAMARAJU | Após demora em atendimento, mãe de criança flagra médica em rede sociais no celular


Uma situação coloca em cheque a capacidade de fiscalização, além da falta de respeito diante de uma portaria, aceita pela população com aplausos.

A direção do Hospital Municipal de Itamaraju demonstra não possuir autoridade sob os funcionários da instituição, tendo que utilizar de subterfúgios de uma portaria publicada a menos de 10 dias, mas descumprida na primeira oportunidade.

Itamaraju-in-celular1

Recentemente o hospital vem aparecendo com grande freqüência nos meios de notícia da cidade, sempre com situações que apontam ingerências.

Uma internauta registrou uma nova situação e utilizou das redes sociais para disseminar a informação, onde uma profissional da saúde, que jura solenemente cuidar e salvar vidas acima de tudo, trocando o atendimento por um momento nas redes sociais.

“Gostaria de compartilhar neste (18 de fevereiro) que estive com a minha filha no HMI, me deparei com várias mães com seus filhos que estavam quase na mesma situação que minha filha, fiz a ficha para ser atendida e depois de 40 minutos esperando fui tentar saber o pq a minha filha não tinha sido chamada para passar pela triagem e varias pessoas chegaram depois e tinham passado, ai veio a surpresa a técnica de enfermagem simplesmente sumiu a ficha da minha filha o engraçado é que ela já tinha uns 20 minutos batendo papo com uma outra funcionária ai fiz outra ficha e 2:40 que eu estava ali aguardando para ser atendida sendo que a Minha filha estava com 39 graus de febre e nada da medica chamar… quando fui chamada para aguardar no pronto Socorro infantil me deparei com outra cena de mais crianças passando mau e a médica estava sentada no consultório 39 com uma celular na mão batendo papo, enquanto estávamos ali com crianças precisando de Socorro médico. Só mais um detalhe, a médica relatou não ter razão para passar um remédio para a criança, pois apenas estava com 39 de febre e depois de esperar 5 horas pra ser atendida ela me fala q ñ vai passar nem um paracetamol”. Desabafou a cidadã Itamarajuense Ingrid Docílio.

Com base nos fatos, ligamos para o Hospital municipal de Itamaraju, falamos com a atendente “Vera”, que nos forneceu o telefone do diretor da unidade. No entanto, tentamos  contato  por várias vezes, mais não tivemos êxito.

 

COVARDIA: Homem usa pedaço de madeira para espancar a esposa e acaba preso no interior de Vereda


paud3-1200x545_c

Na noite deste domingo, dia 19 de fevereiro, policiais militares do Pelotão de Vereda, apresentaram à sede da 8ª Coorpin de Teixeira de Freitas, José Roberto Rosendo, de 51 anos, acusado de espancar a sua própria esposa com um pedaço de madeira, crime ocorrido no Distrito de São João da Prata, interior do município.

paud11

Os militares que atuam no lugar disseram que receberam denúncia de vizinhos da vítima, dando conta que a mesma estava sendo espancada pelo companheiro e de tanto apanhar tinha feito silêncio, levantando a suspeita que poderia ter morrido.

Assim que chegaram à casa do casal, na Rua Principal, s/nº, em São João da Prata, lugar que faz divisa com o município de Itamaraju, os policiais encontraram a mulher caída, com várias marcas de agressões e próximo a ela foi localizado o pedaço de madeira usado pelo agressor.

Com a constatação, José Roberto Rosendo, o “Bigode Grosso”, de 51 anos. Recebeu voz de prisão e como de praxe, foi transferido do interior de Vereda e apresentado ao plantão regional da 8ª Coorpin de Teixeira de Freitas, onde permanece custodiado à disposição da Justiça. A vítima foi socorrida ao Hospital Municipal de Vereda, onde precisou ser internada.

As últimas informações dão conta que o inquérito policial do caso deve ser repassado à Delegacia de Atendimento à Mulher (DEAM), onde a delegada Kátia Guimarães é titular. O agressor deve responder com base na Lei Maria da Penha. (Por Ronildo Brito)