TRAGÉDIA: Lancha da travessia Salvador-Mar Grande vira na Baía de Todos-os-Santos; três morrem e 21 são resgatados


Embarcação tinha capacidade para mais de 100 passageiros. Ainda não há informações sobre a quantidade de passageiros presentes na lancha

Três pessoas morreram e 21 foram resgatadas com vida após uma lancha virar na travessia entre Mar Grande e Salvador, na Baía de Todos-os-Santos, na manhã desta quinta-feira (24). A embarcação tinha capacidade para mais de 100 pessoas e ainda não há informações sobre a quantidade de passageiros presentes na lancha. A informação é confirmada pela Marinha.

Segundo informações da assessoria da Prefeitura Municipal de Vera Cruz, o acidente ocorreu a cerca de 200 metros do terminal marítimo do município, que fica na praia de Mar Grande. A embarcação seguia para Salvador e virou por volta das 6h30.

De acordo com a Capitania dos Portos, três equipes em três navios foram encaminhadas para o local do acidente. A Capitania disse que há informações de que os trabalhos de resgate, que já foram iniciados, contaram com embarcações de particulares.

Segundo a Polícia Militar, uma equipe do Grupamento Aéreo (Graer) está no local colaborando com os trabalhos de busca. O Corpo de Bombeiros da Bahia também enviou equipes para a localidade.

Durante essa semana, a travessia Salvador-Mar Grande realizou paradas por conta do período de maré baixa prolongado, já que o terminal de Vera Cruz, que é utilizado pela travessia, fica inoperante. Na quarta-feira (23), por conta dos fortes ventos e mar agitado, a Astramab chegou a suspender a operação das escunas de turismo, o que já tinha ocorrido na terça-feira (22).

Fonte: G1 Bahia

Eternit é condenada a pagar 500 milhões por danos coletivos na Bahia


Recursos vão para tratamento de doentes por exposição ao amianto. Supremo retoma nesta quarta-feira julgamento de ações de banimento da fibra

A Eternit, empresa que produz telhas e caixas d’água de amianto e dona da única mina da fibra no Brasil, foi condenada a pagar R$ 500 milhões por danos morais coletivos pela Justiça Federal da Bahia. Os recursos devem ser destinados aos municípios de Bom Jesus da Serra, Poções, Caetanos e Vitória da Conquista para “fins exclusivos de aquisição, a ser monitorada processualmente, de equipamentos e construção de unidades relacionadas ao tratamento de doenças vinculadas à exposição ao amianto”, ordenou o juiz federal João Batista de Castro Júnior. Para garantir o pagamento da indenização, a Justiça tornou indisponível o patrimônio da empresa e fez o bloqueio dos lucros da Sama, empresa da Eternit que administra a mina, em Minaçu (GO). Houve extração de amianto em Bom Jesus da Serra de 1940 a 1967.

Nesta quarta-feira, o Supremo Tribunal Federal (STF) continua o julgamento de ações sobre o banimento do amianto no Brasil. Em mais de 75 países, a extração e comercialização já estão proibidas. Oito estados brasileiros e 16 municípios já aprovaram leis de restrição ao uso e comercialização do amianto, entre eles São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Mato Grosso, Minas Gerais e Amazonas. Os ministro Edson Fachin, Dias Tóffoli e Rosa Weber já se pronunciaram a favor do banimento.

A sentença da Justiça da Bahia também obriga a empresa a indenizar em R$ 150 mil moradores dessas cidades que adoeceram por causa da exposição ao amianto, fibra considerada cancerígena pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Já foram listadas 11 pessoas que também terão direito a plano de saúde, tratamentos, remédios e renda vitalícia de um salário mínimo e meio. Segundo o procurador federal Roberto D\’ Oliveira Vieira, esse número de atingidos deve crescer. Junta médica, formada por médicos do estado da Bahia e dos três municípios que circulam a mina mais um médico da empresa, avalia os casos.

“O número de indenizados é indeterminado. A junta vai avaliar se a doença pode estar vinculada ao amianto. E a quantidade de indenizados pode subir.”

Cabe recurso à sentença, mas as indenizações individuais terão que ser pagas mesmo se a empresa recorrer, sob pena de multa de R$ 20 mil por dia de descumprimento.

“O que se viu de depoimentos e documentos da exploração de amianto pela SAMA (nome da empresa que administra a mina) foi um completo desrespeito à dignidade humana: adultos, homens e mulheres, e crianças trabalhando sem proteção, deslocando-se para essa mina quase todos os dias para servir ao voraz apetite econômico da empresa. Direitos à proteção laboral da saúde lesados; direitos humanos vilipendiados. Dessa empresa, esperava-se a contrapartida social de respeito à riqueza não renovável de um país que lhe foi dada para exploração. Tratava-se inclusive de um momento econômico particularmente crucial para o Nordeste, em que mais se deveria agigantar a função social de qualquer empresa bafejada por esse tipo de rendosa concessão’, diz a sentença.

A Eternit, procurada, não quis comentar a decisão judicial, mas publicou fato relevante na Comissão de Valores Mobiliários (CVM, em que diz que vai recorrer da decisão e que, na avaliação dos assessores jurídicos da empresa, “a chance de perda na magnitude expressa na sentença é considerada remota”.

“O valor fixado a título de dano moral coletivo pela sentença é incompatível com os parâmetros estabelecidos por nossos Tribunais e, ademais, com a prova dos autos.

Professora é agredida por aluno após expulsá-lo de sala: ‘Dilacerada


xPROFE.jpg.pagespeed.ic.qPjJk4RcyA

RIO — Uma professora foi agredida por um aluno de 15 anos dentro de uma escola, no município de Indaial, em Santa Catarina, nesta segunda-feira. Segundo Marcia Friggi, de 52 anos, o adolescente desferiu socos contra ela após ser expulso de sala por mau comportamento.

Em uma publicação em seu Facebook, Marcia compartilhou fotos de seu rosto machucado e relatou o diálogo com o estudante antes da agressão.

“Ele estava com o livro sobre as pernas e eu pedi: ‘Coloque seu livro sobre a mesa, por favor’. ‘Eu coloco o livro onde eu bem quiser’. ‘As coisas não são assim’. ‘Ahhh, vai se f*’. ‘Retire-se por favor’. Ele levantou para sair, mas no caminho jogou o livro na minha cabeça. Não me feriu, mas poderia. Na direção eu contei o que tinha acontecido. Ele retrucou que menti e eu tentei dizer: ‘Como, menti? A sala toda viu’. Não deu tempo para mais nada. Ele, um menino forte de 15 anos, começou a me agredir. Foi muito rápido, não tive tempo ou possibilidade de defesa. O último soco me jogou na parede”, relatou.

A professora afirmou estar “dilacerada” com o que aconteceu.

“Estou dilacerada por ter sido agredida fisicamente. Estou dilacerada por saber que não sou a única, talvez não seja a última. Estou dilacerada por já ter sofrido agressão verbal, por ver meus colegas sofrerem. Estou dilacerada porque me sinto em desamparo, como estão desamparados todos os professores brasileiros. Estamos, há anos, sendo colocados em condição de desamparo pelos governos. A sociedade nos desamparou. A vida”, escreveu.

professora

A publicação de Marcia já ultrapassou os 36 mil compartilhamentos. Nas mensagens, palavras de apoio à professora. “Perderam os limites. Sinto muito, professora”, escreveu uma pessoa. “Os valores cada dia mais se perdem entre filhos sem educação e pais omissos ou no mínimo incentivadores desse tipo de reação”. “Melhoras a você, guerreira”.

A Secretaria Municipal de Educação de Indaial informou que o caso está sendo “averiguado” e que só irá se pronunciar após uma “avaliação completa da situação”. Durante a tarde, o Secretário de Educação Ozinil Martins de Souza esteve na unidade escolar para conversar com a direção. Procurada pelo O GLOBO, a professora Marcia Friggi ainda não retornou às mensagens.

O Globo

 

 

 

Delegado mata a mulher juíza e se mata em seguida


946852842cd870a8cba5692df76c5fc0da6e8c06

O delegado Cristian Lanfredi de  42 anos , que atuava na Assembleia Legislativa de São Paulo, matou a mulher, Cláudia Zerati de 46 anos, juíza do Trabalho, e depois se suicidou. O caso aconteceu  na manhã deste domingo (20) em Perdizes, Zona Oeste de São Paulo.

Antes de matar a mulher e se matar o delegado deixou a filha de 06 anos  com o padrinho da criança depois de um desentendimento entre o casal, informou à polícia o compadre do delegado.

O padrinho da criança informou à polícia que era por volta de 04 horas quando o delegado deixou a criança com  e voltou para a casa, em um prédio de alto padrão na Rua Tucuna, matou a mulher e se matou.

Segundo o G1, vizinhos ouviram disparos por volta das 6h, foram até o apartamento, encontraram a porta aberta e o casal morto. De acordo com o padrinho, a menina contou que os pais brigaram porque Lanfredi havia se recusado a tomar seu remédio. O delegado estava afastado do trabalho para tratamento.

O Tribunal Regional do Trabalho divulgou nota lamentando o falecimento da juíza, titular da 2ª Vara de Franco da Rocha. Ela nasceu e estudou em Campinas, no interior do estado. O expediente ficou suspenso no Fórum de Franco da Rocha nesta segunda-feira (21).

A Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra) e a Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da 2ª Região (Amatra) também divulgaram nota manifestando “indignação” com o caso.

“Em 2016, contabilizávamos 4,8 assassinatos a cada 100 mil mulheres, ocupando o 5º lugar no ranking mundial de países, quanto ao feminicídio. Pelos dados do Mapa da Violência 2015, dos 4.762 assassinatos de mulheres registrados no Brasil em 2013, 50,3% foram cometidos por familiares (33,2% pelo parceiro). O machismo mata. E as campanhas publicitárias de ocasião não bastam para contê-lo”, diz a nota.

Criança de 6 anos morre após cair em cisterna em Teixeira de Freitas


cisd-1200x545_c

Matheus Gabriel Rocha Santos, de 6 anos de idade, morreu na tarde deste sábado, dia 19 de agosto, após cair numa cisterna localizado nos fundos de um imóvel no bairro Tancredo Neves, região oeste de Teixeira de Freitas. Informações dão conta que o garoto teria se mudado recentemente com a família para o bairro e por sua pouca idade, nem deve ter percebido o perigo do local.

A fatalidade aconteceu nos fundos da casa, localizada na Rua São Benedito. Segundo os familiares, eles sentiram a falta da criança por volta das 17h e quando foram procurar no quintal, ficaram sabendo por outras duas crianças, que o menino havia caído na cisterna. O que foi apurado até o momento, é que Mateus havia subido na cisterna, que estava sem a tampa menor e acabou despencando de uma altura de 16 metros.

O militares do Grupamento do Corpo de Bombeiros de Teixeira de Freitas (GBM), montaram uma operação e conseguiram resgatar o corpo. Além dos 16 metros livres, os bombeiros comprovaram que a cisterna tinha outros quatro metros de água.

Após ser resgatado o corpo acabou sendo removido ao Departamento de Polícia Técnica de Teixeira de Freitas (DPT), para exames de necropsia. A Polícia Civil está investigando o caso. (Da refação TN)

Bahia tem 26,7 mil processos de violência contra a mulher; TJ inaugura nova unidade de atendimento


viod-1200x545_c

Em seis varas especializadas no acompanhamento de denúncias de violência contra a mulher na Bahia tramitam atualmente 26,7 mil processos. Os dados foram divulgados pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA) que nesta sexta-feira (18) inaugura uma nova unidade especializada de atendimento. O estado conta atualmente com seis varas especializadas, quatro delas nas comarcas de Feira de Santana, Camaçari, Juazeiro e Vitória da Conquista.

O TJBA sedia a XI Jornada Maria da Penha, que pela primeira vez acontece fora de Brasília. A presidente do STF, ministra Carmen Lúcia, participa da solenidade de abertura, às 9h desta sexta, no auditório do edifício-sede, no Centro Administrativo da Bahia. A ministra também participará da abertura da vara, às 13h30, no Centro Universitário Jorge Amado (Unijorge), na Avenida Paralela.

A criação da terceira vara da Justiça pela Paz em Casa de Salvador (antes chamadas de vara de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher foi proposta pela presidente do TJBA, desembargadora Maria do Socorro Barreto Santiago. O objetivo é desafogar a demanda crescente nas duas unidades existentes na capital que, juntas, contam com 10,8 mil processos. Só de janeiro a julho de 2017, as varas receberam 3,2 mil novos feitos. No ano passado foram 4,9 mil.

A Resolução nº 15, que autoriza a instalação da vara, foi publicada no Diário da Justiça Eletrônico da última quinta-feira (10). A unidade será a primeira a receber o nome de Vara da Justiça pela Paz em Casa, nova denominação para as varas de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher. A alteração do nome foi proposta pela desembargadora Nágila Maria Sales Brito, responsável pela Coordenadoria da Mulher do TJBA, e aceita por unanimidade durante a sessão do Tribunal Pleno do dia 9 de agosto. (Informações: Correio)

Prado é representado na 2ª Conferência Nacional da Saúde das Mulheres.


20170801_220644

O Município de Prado-BA está dentro do processo das Políticas Públicas para as Mulheres e tem participado com suas representantes de todos os eventos que é convocado.

          Na área da SAÙDE, todos os tramites propostos estão sendo atendidos com total apoio da prefeita Mayra Brito e do secretário municipal de saúde Luciano Mota que  além dos apoios concedidos, também se põe a disposição para ajudar  todas as pradenses, através do Núcleo Municipal Saúde da Mulher e da Secretaria Municipal de Saúde.

20170731_212825 (1)

          Recentemente a equipe do Prado participou da Conferência Saúde da Mulher Macrorregional em Teixeira de Freitas-BA, e logo depois marcou presença na Conferência Estadual em Salvador-BA. Agora é a vez de Brasilia-DF que de 17 a 20 de agosto vai sediar a Conferência Nacional, onde o Prado e a região do extremo sul da Bahia está representado pela Presidente do Conselho dos Direitos da Mulher do Prado, Professora Priscila Santos de Jesus  pelo segmento Usuária do SUS.

20170731_204810

        Como mulher atuante e determinada a prefeita Mayra Brito acredita muito nas conferências, para Mayra, todas as Conferências servem para elaborar, desenvolver e fortalecer vínculos, além de trazer a tona as demandas populares.

Parabenizamos todas as pessoas e órgãos que estão envolvidas  nos processos de preparativos e execuções das Conferências em todas as suas etapas.

Falsa mãe teria inventado rapto para encobrir aborto e manter relacionamento


bonequinha-gravida-bonequinha-gravida-de-biscuit

Em depoimento na 8ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior, Maria Aparecida Silva Jardim, de 34 anos, confessou ter criado a história do falso rapto.

Após exames realizados na Unidade Municipal Materno Infantil (UMMI), os médicos descobriram que Maria não estava grávida, como contou à Polícia na última terça-feira, 8 de agosto, ao chegar na delegacia com um falso sangramento.

Maria disse ao delegado plantonista, Júlio César Telles, que tinha acabado de dar à luz e o bebê havia sido raptado por uma mulher desconhecida a quem teria pedido ajuda para chegar até a maternidade. Nesta quarta-feira, Maria confessou ter inventado toda a história para encobrir um aborto.

Entenda

De acordo com o que foi apurado pela Polícia, Maria teria engravidado no fim do ano passado e acabou rompendo o relacionamento como pai da criança. Ela estava no quinto mês de gestação e com a ajuda de uma colega tomou duas pílulas Citotec para abortar o bebê.

No entanto, meses após o aborto, Maria acabou reatando com o ex-companheiro e decidiu manter a falsa gestação até os 9 meses, com medo de que ele voltasse a terminar o relacionamento.

No dia do falso rapto, Maria teria pedido carona a uma mulher que dirigia um carro de passeio na cor prata, e que lhe deixasse na ladeira do cemitério.

Segundo a Delegada Valéria Fonseca, da 8ª COORPIN, Maria que aparentou não estar bem psicologicamente, foi liberada e aguardará pela conclusão do inquérito em liberdade.

Wesley Safadão é batizado em retiro da Lagoinha


wes 

O cantor Wesley Safadão, 28 anos, foi batizado junto com a esposa Thyane Dantas, durante um retiro espiritual da Igreja Batista da Lagoinha. O local do evento, a Estância Paraíso, fica em Sabará, no interior de Minas Gerais.

Celebrando um ano de casamento, o cantor passou três dias no retiro ao lado da esposa.  Ambos compartilharam fotos da cerimônia. Em sua conta do Instagram, Wesley explicou:

“No aniversário do meu casamento, recebemos o maior presente que poderíamos receber: três dias aprendendo muito sobre Deus e nos firmando cada dia mais como família! Hoje fechamos esses dias com um momento indescritível. Desci às águas declarando minha fé e meu amor por Deus! Fui batizado junto do meu amor @thyane_dantas e sabemos que Deus vai completar a obra tão linda que Ele começou em nós”.

“Não somos perfeitos, mas decidimos abrir espaço pra Deus aperfeiçoar cada vez mais as nossas vidas. Nunca vamos esquecer esse dia de hoje! Deus preparou tudo. Ninguém faz nada melhor do que Ele!”, comentou sua decisão pelo batismo.

Agradeceu ainda a alguns pastores do ministério: “Obrigado por cada palavra e oração! Deus é maravilhoso! Ele une os que são dEle! Nossa turma no #Moriá2017 vai marcar pra sempre nossa história!”, encerrou usando a hashtag #Deusnaoabremaodevoce.”