Moradores da zona rural de Eunápolis protestam por melhorias em estrada


estrada-1200x545_c

Moradores do distrito de Colônia, na zona rural de Eunápolis, fizeram uma manifestação das 5h até por volta das 9h30 desta quinta-feira (31), para reivindicar melhorias na estrada que dá acesso às principais vias da cidade. A estrada, que é feita de barro, foi completamente interditada.

De acordo com a Polícia Militar, o grupo reivindicou também melhorias na qualidade da água que é distribuída para a população. O protesto foi acompanhado por duas viaturas da polícia. Os manifestantes queimaram pneus e o Corpo de Bombeiros precisou ser acionado para apagar as chamas.

Em nota, a Secretaria de Infraestrutura do Estado informou que o projeto de implantação na via entre o município de Eunápolis e o distrito de Colônia já está pronto e tem previsão de entrar em licitação no mês de setembro. (Informações: TV Santa Cruz)

Igreja Batista proíbe suas igrejas de chamarem pastores e cantores que cobram cachê


A Convenção Batista Nacional (CBN) publicou no Manual do Mensageiro que está proibido convidar para se apresentar ou pregar nas igrejas batistas qualquer pregador ou cantor que façam exigências financeiras.

A grande maioria dos cantores consagrados da música gospel exigem o pagamento de cachês, a cobertura de despesas e fazem algumas exigências para um camarim. Alguns deles, chegam a cobrar mais de R$ 30 mil por apresentação.

Pregadores também exigem cachês, outros pedem parte do valor arrecadado com ofertas no dia do evento ou ainda pedem aos responsáveis da igreja “uma oferta missionária”.

Outra proibição feita no Manual do Mensageiro é a participação de políticos dentro das igrejas e também nas redes sociais ou qualquer outro meio que mostre o apoio da igreja para com um partido ou um candidato político.

CBN-contratar-pastores-e-cantores-768x431 (1)

Diretrizes para convites de preletores e cantores e política partidária no âmbito da CBN

1- Convites a preletores e cantores no Âmbito da CBN:

“É vedado a CBN, seus Órgãos e Instituições, juntamente com as CBEs, fazer convites a pregadores, cantores e outros que façam quaisquer exigências financeiras. E também que se verifique se os convidados têm vida compatível com os valores do Reino de Deus, e da doutrina, princípios e valores da CBN.”

2- Proibição de Política Partidária no Âmbito da CBN:

“Fica proibida a divulgação de política partidária no âmbito da CBN, seus órgãos e instituições, bem como nas CBEs, seja esta propaganda realizada por meio das redes sociais qualquer outra forma de apoio ou divulgação a quaisquer candidatos e também é vedado o uso do logo da CBN por quaisquer candidatos em campanha política.”

(JM)

Estado divulga resultado provisório de prova objetiva da PM e Corpo de Bombeiros


pm

Foi divulgado nesta quarta-feira (30) o resultado provisório da prova objetiva para ingresso na Polícia Militar da Bahia (PMBA) e no Corpo de Bombeiros Militar da Bahia. A publicação está disponível em caderno especial no Diário Oficial do Estado (DOE) e integra o cronograma do concurso público para ingresso nas duas carreiras. A prova foi aplicada no dia 6 de agosto, em Salvador e em outros 12 municípios do interior. Mais informações podem ser obtidas no Portal do Servidor (www.portaldoservidor.ba.gov.br) e no site da organizadora do certame, o Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (www.ibfc.org.br).
De acordo com a publicação, 29.369 candidatos estão habilitados na primeira etapa do certame. Deste total, 26.192 concorrem a uma das duas mil vagas ofertadas para a Polícia Militar e 3.177 disputam as 750 vagas para o Corpo de Bombeiros Militar. Todos os candidatos que participaram do certame poderão fazer vistas à folha de respostas da prova objetiva, podendo interpor recurso no prazo de dois dias úteis a contar do dia da publicação do resultado provisório no site da organizadora do certame. O resultado das interposições será divulgado no Portal do Servidor e no site do IBFC.
O concurso recebeu 141.878 inscrições, sendo 18.066 para o Corpo de Bombeiros e 123.812 para a Polícia Militar. Este é o maior concurso já realizado pelo Estado na área de segurança, sendo o primeiro para o Corpo de Bombeiros após reformulação no comando e dissociação da Polícia Militar. Elaborado conjuntamente pela Saeb e pelos Comandos Gerais, o edital foi publicado em 10 de maio e terá validade de um ano, prorrogável por igual período. A próxima etapa será a correção da prova discursiva, também realizada no dia 6 de agosto. O resultado final do certame têm previsão de ser publicado em 29 de setembro.
Uma vez habilitado para o curso de formação, seja da Polícia Militar ou do Corpo de Bombeiros Militar, o candidato vai ingressar no quadro das corporações como aluno soldado, recebendo bolsa de R$ 937 durante o curso de formação. Quando tiver concluído o curso e, posteriormente, lotado na região de sua escolha, o soldado da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros da Polícia Militar terá carga horária de 40 horas semanais. A remuneração, composta de soldo e gratificação, é de R$ 3.019 (40h) tanto para a Polícia Militar como para o Corpo de Bombeiros.

Divulgado resultado da prova discursiva do concurso da Embasa


embasa-4s4df

O resultado da prova discursiva do concurso da Embasa já está disponível para consulta. Os candidatos podem verificar a classificação no site do Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC) – empresa organizadora do certame.

O concurso público visa o preenchimento de 600 vagas para 11 funções dos níveis médico, técnico e superior. As vagas são destinadas a 64 municípios, região metropolitana e interior da Bahia. Já os salários admissionais variam de R$ 1.122,84 a R$ 6.793,31.

Contrato

O prazo de validade do concurso será de 6 (seis) meses, contados a partir da data da homologação do resultado final, podendo, a critério da Embasa, ser prorrogado uma vez por igual período, por conveniência administrativa da empresa.

Batida entre motocicletas deixa um morto e dois feridos em Itabela


Motociclista de 39 anos morreu no local. (Foto: Reprodução/Whatsapp)Motociclista de 39 anos morreu no local. (Foto: Reprodução/Whatsapp)

Uma pessoa morreu e duas ficaram feridas após uma colisão envolvendo duas motocicletas na BA-283, na zona urbana de Itabela, no final da tarde desta segunda-feira (28). Conforme informações, as motocicletas seguiam em sentidos opostos e colidiram de frente.

O motociclista Guaratinguense Valdenice de Jesus de 39 anos morreu no local. Ele levava seu filho menor de idade na garupa, que ficou gravemente ferido. O outro motociclista, Diego Alves Campista, 18 anos, sofreu fraturas múltiplas e o seu estado de saúde é grave.

SAMU prestou os primeiros atendimentos as vítimas. (Foto: Reprodução/Whatsapp)SAMU prestou os primeiros atendimentos as vítimas. (Foto: Reprodução/Whatsapp)

Uma unidade do SAMU foi acionada e prestou os primeiros socorros as vítimas para o hospital regional de Eunápolis.. A Polícia Militar esteve no local e realizou os procedimentos cabíveis.

Governo do Estado dá apoio à Capitania dos Portos no atendimento às vítimas de naufrágio


naud-1200x545_c

O Governo do Estado, por meio de várias secretarias, está realizando uma série de ações de apoio à Capitania dos Portos, da Marinha do Brasil, no atendimento às vítimas do naufrágio com uma embarcação, ocorrido às 6h30 desta quinta-feira (24), na Travessa Salvador-Mar Grande.

A Secretaria da Saúde (Sesab) já enviou a Mar Grande equipes das unidades dos municípios de Itaparica e Santo Antônio de Jesus para prestar socorro às vítimas da tragédia. Também apoia a ação a Secretaria da Segurança Pública (SSP), que está no local com helicóptero do Grupamento Aéreo da PMBA (Graer) e policiais da 5ª Companhia Independente de Polícia Militar (5ª CIPM).

O secretário estadual de Infraestrutura, Marcus Cavalcanti, esclarece que, pela legislação brasileira, cabe à Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba), vinculada à Seinfra, a concessão do serviço, o estabelecimento do valor da tarifa e a definição da capacidade de passageiros.

A fiscalização das embarcações é de responsabilidade da Capitania dos Portos. “A Capitania dos Portos funciona como um Detran, uma polícia do trânsito do mar. A parte do Governo é a burocrática, da concessão”, enfatiza o secretário.

O Governo do Estado também vai acompanhar a apuração dos acidente marítimo, que será conduzida pela Capitania dos Portos.

TRAGÉDIA: Lancha da travessia Salvador-Mar Grande vira na Baía de Todos-os-Santos; três morrem e 21 são resgatados


Embarcação tinha capacidade para mais de 100 passageiros. Ainda não há informações sobre a quantidade de passageiros presentes na lancha

Três pessoas morreram e 21 foram resgatadas com vida após uma lancha virar na travessia entre Mar Grande e Salvador, na Baía de Todos-os-Santos, na manhã desta quinta-feira (24). A embarcação tinha capacidade para mais de 100 pessoas e ainda não há informações sobre a quantidade de passageiros presentes na lancha. A informação é confirmada pela Marinha.

Segundo informações da assessoria da Prefeitura Municipal de Vera Cruz, o acidente ocorreu a cerca de 200 metros do terminal marítimo do município, que fica na praia de Mar Grande. A embarcação seguia para Salvador e virou por volta das 6h30.

De acordo com a Capitania dos Portos, três equipes em três navios foram encaminhadas para o local do acidente. A Capitania disse que há informações de que os trabalhos de resgate, que já foram iniciados, contaram com embarcações de particulares.

Segundo a Polícia Militar, uma equipe do Grupamento Aéreo (Graer) está no local colaborando com os trabalhos de busca. O Corpo de Bombeiros da Bahia também enviou equipes para a localidade.

Durante essa semana, a travessia Salvador-Mar Grande realizou paradas por conta do período de maré baixa prolongado, já que o terminal de Vera Cruz, que é utilizado pela travessia, fica inoperante. Na quarta-feira (23), por conta dos fortes ventos e mar agitado, a Astramab chegou a suspender a operação das escunas de turismo, o que já tinha ocorrido na terça-feira (22).

Fonte: G1 Bahia

Eternit é condenada a pagar 500 milhões por danos coletivos na Bahia


Recursos vão para tratamento de doentes por exposição ao amianto. Supremo retoma nesta quarta-feira julgamento de ações de banimento da fibra

A Eternit, empresa que produz telhas e caixas d’água de amianto e dona da única mina da fibra no Brasil, foi condenada a pagar R$ 500 milhões por danos morais coletivos pela Justiça Federal da Bahia. Os recursos devem ser destinados aos municípios de Bom Jesus da Serra, Poções, Caetanos e Vitória da Conquista para “fins exclusivos de aquisição, a ser monitorada processualmente, de equipamentos e construção de unidades relacionadas ao tratamento de doenças vinculadas à exposição ao amianto”, ordenou o juiz federal João Batista de Castro Júnior. Para garantir o pagamento da indenização, a Justiça tornou indisponível o patrimônio da empresa e fez o bloqueio dos lucros da Sama, empresa da Eternit que administra a mina, em Minaçu (GO). Houve extração de amianto em Bom Jesus da Serra de 1940 a 1967.

Nesta quarta-feira, o Supremo Tribunal Federal (STF) continua o julgamento de ações sobre o banimento do amianto no Brasil. Em mais de 75 países, a extração e comercialização já estão proibidas. Oito estados brasileiros e 16 municípios já aprovaram leis de restrição ao uso e comercialização do amianto, entre eles São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Mato Grosso, Minas Gerais e Amazonas. Os ministro Edson Fachin, Dias Tóffoli e Rosa Weber já se pronunciaram a favor do banimento.

A sentença da Justiça da Bahia também obriga a empresa a indenizar em R$ 150 mil moradores dessas cidades que adoeceram por causa da exposição ao amianto, fibra considerada cancerígena pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Já foram listadas 11 pessoas que também terão direito a plano de saúde, tratamentos, remédios e renda vitalícia de um salário mínimo e meio. Segundo o procurador federal Roberto D\’ Oliveira Vieira, esse número de atingidos deve crescer. Junta médica, formada por médicos do estado da Bahia e dos três municípios que circulam a mina mais um médico da empresa, avalia os casos.

“O número de indenizados é indeterminado. A junta vai avaliar se a doença pode estar vinculada ao amianto. E a quantidade de indenizados pode subir.”

Cabe recurso à sentença, mas as indenizações individuais terão que ser pagas mesmo se a empresa recorrer, sob pena de multa de R$ 20 mil por dia de descumprimento.

“O que se viu de depoimentos e documentos da exploração de amianto pela SAMA (nome da empresa que administra a mina) foi um completo desrespeito à dignidade humana: adultos, homens e mulheres, e crianças trabalhando sem proteção, deslocando-se para essa mina quase todos os dias para servir ao voraz apetite econômico da empresa. Direitos à proteção laboral da saúde lesados; direitos humanos vilipendiados. Dessa empresa, esperava-se a contrapartida social de respeito à riqueza não renovável de um país que lhe foi dada para exploração. Tratava-se inclusive de um momento econômico particularmente crucial para o Nordeste, em que mais se deveria agigantar a função social de qualquer empresa bafejada por esse tipo de rendosa concessão’, diz a sentença.

A Eternit, procurada, não quis comentar a decisão judicial, mas publicou fato relevante na Comissão de Valores Mobiliários (CVM, em que diz que vai recorrer da decisão e que, na avaliação dos assessores jurídicos da empresa, “a chance de perda na magnitude expressa na sentença é considerada remota”.

“O valor fixado a título de dano moral coletivo pela sentença é incompatível com os parâmetros estabelecidos por nossos Tribunais e, ademais, com a prova dos autos.

Professora é agredida por aluno após expulsá-lo de sala: ‘Dilacerada


xPROFE.jpg.pagespeed.ic.qPjJk4RcyA

RIO — Uma professora foi agredida por um aluno de 15 anos dentro de uma escola, no município de Indaial, em Santa Catarina, nesta segunda-feira. Segundo Marcia Friggi, de 52 anos, o adolescente desferiu socos contra ela após ser expulso de sala por mau comportamento.

Em uma publicação em seu Facebook, Marcia compartilhou fotos de seu rosto machucado e relatou o diálogo com o estudante antes da agressão.

“Ele estava com o livro sobre as pernas e eu pedi: ‘Coloque seu livro sobre a mesa, por favor’. ‘Eu coloco o livro onde eu bem quiser’. ‘As coisas não são assim’. ‘Ahhh, vai se f*’. ‘Retire-se por favor’. Ele levantou para sair, mas no caminho jogou o livro na minha cabeça. Não me feriu, mas poderia. Na direção eu contei o que tinha acontecido. Ele retrucou que menti e eu tentei dizer: ‘Como, menti? A sala toda viu’. Não deu tempo para mais nada. Ele, um menino forte de 15 anos, começou a me agredir. Foi muito rápido, não tive tempo ou possibilidade de defesa. O último soco me jogou na parede”, relatou.

A professora afirmou estar “dilacerada” com o que aconteceu.

“Estou dilacerada por ter sido agredida fisicamente. Estou dilacerada por saber que não sou a única, talvez não seja a última. Estou dilacerada por já ter sofrido agressão verbal, por ver meus colegas sofrerem. Estou dilacerada porque me sinto em desamparo, como estão desamparados todos os professores brasileiros. Estamos, há anos, sendo colocados em condição de desamparo pelos governos. A sociedade nos desamparou. A vida”, escreveu.

professora

A publicação de Marcia já ultrapassou os 36 mil compartilhamentos. Nas mensagens, palavras de apoio à professora. “Perderam os limites. Sinto muito, professora”, escreveu uma pessoa. “Os valores cada dia mais se perdem entre filhos sem educação e pais omissos ou no mínimo incentivadores desse tipo de reação”. “Melhoras a você, guerreira”.

A Secretaria Municipal de Educação de Indaial informou que o caso está sendo “averiguado” e que só irá se pronunciar após uma “avaliação completa da situação”. Durante a tarde, o Secretário de Educação Ozinil Martins de Souza esteve na unidade escolar para conversar com a direção. Procurada pelo O GLOBO, a professora Marcia Friggi ainda não retornou às mensagens.

O Globo

 

 

 

Delegado mata a mulher juíza e se mata em seguida


946852842cd870a8cba5692df76c5fc0da6e8c06

O delegado Cristian Lanfredi de  42 anos , que atuava na Assembleia Legislativa de São Paulo, matou a mulher, Cláudia Zerati de 46 anos, juíza do Trabalho, e depois se suicidou. O caso aconteceu  na manhã deste domingo (20) em Perdizes, Zona Oeste de São Paulo.

Antes de matar a mulher e se matar o delegado deixou a filha de 06 anos  com o padrinho da criança depois de um desentendimento entre o casal, informou à polícia o compadre do delegado.

O padrinho da criança informou à polícia que era por volta de 04 horas quando o delegado deixou a criança com  e voltou para a casa, em um prédio de alto padrão na Rua Tucuna, matou a mulher e se matou.

Segundo o G1, vizinhos ouviram disparos por volta das 6h, foram até o apartamento, encontraram a porta aberta e o casal morto. De acordo com o padrinho, a menina contou que os pais brigaram porque Lanfredi havia se recusado a tomar seu remédio. O delegado estava afastado do trabalho para tratamento.

O Tribunal Regional do Trabalho divulgou nota lamentando o falecimento da juíza, titular da 2ª Vara de Franco da Rocha. Ela nasceu e estudou em Campinas, no interior do estado. O expediente ficou suspenso no Fórum de Franco da Rocha nesta segunda-feira (21).

A Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra) e a Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da 2ª Região (Amatra) também divulgaram nota manifestando “indignação” com o caso.

“Em 2016, contabilizávamos 4,8 assassinatos a cada 100 mil mulheres, ocupando o 5º lugar no ranking mundial de países, quanto ao feminicídio. Pelos dados do Mapa da Violência 2015, dos 4.762 assassinatos de mulheres registrados no Brasil em 2013, 50,3% foram cometidos por familiares (33,2% pelo parceiro). O machismo mata. E as campanhas publicitárias de ocasião não bastam para contê-lo”, diz a nota.