Acidente impressionante deixa duas pessoas feridas na BR-101, próximo a Teixeira de Freitas


O acidente automobilístico aconteceu na manhã desta terça-feira, dia 27 de dezembro, na rodovia BR-101, imediações do Polo Industrial, próximo ao perímetro urbano de Teixeira de Freitas e envolveu três veículos.

Segundo testemunhas, um Corsa Classic fazia uma ultrapassando em local proibido sentido Vitória/Teixeira de Freitas, quando o motorista de um Volkswagen Gol, que vinha  em direção contrária, tentou evitar a colisão frontal, mas pegou de raspão. Logo atrás vinha um caminhão, que bateu de frente no Classic. Duas pessoas ficaram feridas.

polod

Luiz Alberto Fontes da Rocha, sofreu fratura exposta do fêmur e foi encaminhado ao centro cirúrgico do Hospital Municipal de Teixeira de Freitas (HMTF), onde foi submetido a um procedimento cirúrgico. Valentino Batista, chegou a passar pela sala de Raio-X, mas como não tinha nenhuma fratura, acabou encaminhado è enfermaria.

polod1

Acusado de comandar o tráfico em Teixeira de Freitas morre em confronto com a Cipe-Mata Atlântica


ebaod1-1200x545_c

Policiais militares da Cipe-Mata Atlântica, durante rondas na noite desta terça-feira, dia 27 de dezembro, em diferentes bairros de Teixeira de Freitas, receberam uma informação anônima dando conta que um imóvel localizado na Rua Aimorés, no centro da cidade, estava sendo usado como ponto para armazenamento e distribuição de drogas.

Imediatamente os policiais foram ao endereço e assim que pararam a viatura, ouviram um disparo de arma de fogo. Logo depois outros três tiros foram dados, todos em direção ao policiais, que revidaram e acertaram Ébio Ferreira Batista, o “Ebão, indivíduo que possuía dois mandados de prisão em aberto oriundos do estado de Minas Gerais e vinha sendo apontado com um dos comandantes do tráfico de drogas na cidade de Teixeira de Freitas.

Após ser atingido o acusado foi socorrido pelos próprios policiais e ainda teria chegado vivo ao Hospital Municipal de Teixeira de Freitas (HMTF), mas acabou morrendo logo em seguida. Em poder de “Ebão” os policiais apreenderam um revólver calibre 38, refrigerado, com quatro munições deflagadas.

No interior da casa onde estava o traficante os policiais apreenderam 2,3 quilos de cocaína, quase 8 quilos de maconha, 101 gramas de crack, caixas de papel seda, dez munições de calibre 12, um coldre de revólver, duas balanças de precisão, três toucas ninja, dois coletes balísticos, nove munições calibre 38, sete munições calibre Ponto 45 e quatro munições calibre 44.

ebaod

Na casa de “Ebão” ainda foram encontrados e apreendidos, notebook, celular, joias, agenda com anotações do tráfico e R$ 554,00 em espécie. Todos os produtos apreendidos foram apresentados à Polícia Civil, que segue investigando o caso.

Ainda na noite desta terça-feira (27), o corpo de Ébio Ferreira Batista, o “Ebão”, foi removido ao Departamento de Polícia Técnica de Teixeira de Freitas (DPT), para exames de necropsia. A polícia ainda não tem a informação se ele possuía algum parente na cidade. (Da redação TN)

Prado: Corpo em estado de decomposição é encontrado em córrego no Balneário Praia de Guaratiba


85c96c2c-da50-4ece-b489-0c762de67262

Um corpo em estado avançado de decomposição foi encontrado em um córrego no Balneário Praia de Guaratiba, nesta terça-feira (27), em Prado. De acordo com a  Polícia Militar, moradores informaram que viram o corpo boiando na água e acionaram uma equipe.

Ainda segundo a corporação, a equipe foi até o local e constatou que a vítima era um homem. O corpo foi retirado pelo servidor público Anderson Barbosa e encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML), de Itamaraju, onde deve ser realizado o exame de DNA e reconhecimento das causas da morte. O caso foi registrado na delegacia e será investigado pela Polícia Civil.

PradoNoticia

Índio pataxó de Cumuruxatiba se forma em medicina em Minas Gerais


20440b02d096cb1c1ce0ff2995309edd287c37e9

No lugar dos jalecos brancos, rostos pintados; em vez do estetoscópio pendendo do pescoço, cocar com grandes penas e muitos adereços coloridos. Foi assim que dois estudantes da etnia pataxó, Amaynara Silva Souza e Vazigton Guedes Oliveira, ambos de 27 anos, subiram ao palco do auditório da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) para receber o diploma e se tornarem os mais novos médicos de origem indígena do país – estão entre os primeiros com formação pela UFMG.

Ele é de Cumuruxatiba, no sul da Bahia, ela veio das terras indígenas de Carmésia, no Vale do Rio de Doce mineiro, e se juntaram à turma com 130 alunos.

As pinturas nos rostos são comuns entre as tribos e, no caso da pataxó, representa a figura do peixe. Utilizada em datas festivas, na colação de grau não poderia ser diferente: “Esperei por esse dia minha vida toda”, diz Amaynara. O desejo por um dos cursos mais concorridos nasceu da necessidade de melhorar a qualidade de vida das tribos. A intenção de ambos é se especializar em medicina de família e comunidade e retornar os conhecimentos obtidos na universidade para as aldeias indígenas.

“Eu decidi fazer medicina ainda na minha adolescência, quando eu tinha cerca de 14 anos. Ao crescer, fui percebendo a necessidade da comunidade na área da saúde. Nós precisamos de profissionais”, afirma Amaynara.

Já Vazigton, mais conhecido como Zig por todos os colegas de classe, afirma que os médicos que atendem nessas áreas costumam se deslocar de São Paulo e do Rio de Janeiro. “Eles ficam muito pouco tempo. Tem um rodízio muito grande e, consequentemente, não há o acompanhamento do paciente. Quando você se acostuma, ele já vai sair”, conta Zig.

Adaptação

A mudança dos estudantes pataxós para a capital mineira foi um processo de descobertas e desafios. As dificuldades da transição da aldeia para o meio urbano envolveram desde a geografia à distância da família. Entretanto, segundo Amaynara, essas adversidades foram minimizadas pelo apoio dos outros estudantes. “O maior impacto foi o estilo de vida, que é mais corrido e individualista”, afirma a jovem. Apesar da dificuldade inicial, os jovens fizeram muitos amigos e se dizem bem adaptados aos hábitos belo-horizontinos: “Mas, sinto falta das comidas feitas com base de farinha, como é muito tradicional na Bahia”, conta Zig.

A distância foi a maior dificuldade para os dois jovens médicos. Quando o coração apertava, era o incentivo instantâneo da tribo que salvava. “A família se sentiu muito feliz e contemplada por podermos representar o nosso povo”, diz Amaynara. A dupla conta que a aceitação da migração para a cidade é muito bem resolvida.

Para os colegas da faculdade a troca de experiências também foi muito importante.“Assim como vamos levar o conhecimento para as nossas comunidades, nós trouxemos também informação sobre o nosso povo, que ainda é muito desconhecido, para as salas de aula. Acho que essa troca é muito enriquecedora para a universidade. Se você conhece uma cultura, você aprende a respeitá-la”, afirma Amaynara, exaltando o orgulho por sua origem.

 

Prioridade no processo seletivo

Tanto Amaynara quanto Vazigton entraram para o curso por meio de um programa da universidade federal que integra as ações afirmativas para indígenas, assim como as cotas e a formação de educadores indígenas, abrindo vagas adicionais a integrantes desses povos. O preenchimento ocorre em processo seletivo específico e beneficia estudantes oriundos de diversas etnias (pataxós, xakriabás, kaxixós, tupiniquins e terenas) que não tiveram acesso ao ensino regular. “É de grande importância o Programa de Vagas Suplementares. É difícil pensar em concorrer com pessoas que estudaram nas melhores escolas da capital”, pontua Zig.

Operação Verão: ônibus da Expresso Brasileiro é retido da BR por excesso de passageiros


onibus-da-expresso-brasileiro-e-retido-por-excesso-de-passageiros

Um ônibus intermunicipal que transportava 70 passageiros foi retido no período da tarde desta sexta-feira (23) na BR-101 em Teixeira de Freitas. As imagens foram enviadas por um internauta que ocupava o transporte coletivo.
A ação foi promovida por equipes da PRF (Polícia Rodoviária Federal) e do PETO (Pelotão de Emprego Tático Operacional), após denuncia, somada a abordagens de rotina na Operação Verão.
   Os passageiros ficaram exaltados, diante da falta de respeito e descumprimentos das normas de trânsito pela empresa.
Parte da abordagem foi registrada pelo internauta, que enviou o conteúdo através do Whatsapp.
Durante a inspeção, os agentes também verificaram se o disco do cronotacógrafo estava de acordo com o Contran (Conselho Nacional de Trânsito).

Avião da Chapecoense viajou com excesso de peso e no limite de combustível, dizem investigadores


chapedestrocos

O Avião da Lamia que se caiu levando a delegação do time de futebol Chapecoense no dia 28 de novembro, deixando 71 mortos, viajou com o combustível no limite e com excesso de peso, revelou nesta segunda-feira (26) a Aeronáutica Civil da Colômbia (Aerocivil), em um relatório preliminar sobre o acidente.

Segundo o secretário de Segurança Aérea da entidade, coronel Fredy Bonilla, as gravações da cabine de comando mostram que o piloto e o copiloto conversaram sobre a possibilidade de fazer escala em Leticia (Colômbia) ou em Bogotá “porque o avião se encontrava no limite de combustivel”, mas acabaram não fazendo isso.

“Eles estavam conscientes de que o combustível que tinham não era adequado nem era suficiente”, afirmou Bonilla, acrescentando que durante o voo o piloto, Miguel Quiroga, “decidiu parar em Bogotá, mas mais adiante mudou de ideia e foi direto para Rionegro.”

A maioria das gravações de áudio apresentadas em Bogotá foram extraídas das caixas pretas que foram examinadas em Londres pelos fabricantes do aparelho, de modelo RJ85, especificou Bonilla, acrescentando que “tudo está baseado em evidências”.

Segundo a investigação, no plano de voo apresentado pelo piloto no aeroporto de Santa Cruz de la Sierra (Bolívia), a autonomia da aeronave era de quatro horas e 22 minutos, exatamente igual ao tempo do voo, quando deveria ter combustível para um percurso mais longo. “Devia ter uma hora e 30 minutos mais [de combustível] do que o tempo de voo”, disse Bonilla.

O avião devia ter também um segundo aeroporto alternativo em seu plano de voo, mas só registrou o de Bogotá, segundo a investigação.

Além da falta de combustível, a investigação descobriu que o avião da Lamia levava um peso maior do que o permitido: 500 kg a mais do que o máximo. Mas, segundo Bonilla, “esse achado não é um fator prioritário para o acidente em si”.

Outra irregularidade encontrada é que o avião supostamente não estava certificado para voar acima de 29 mil pés, e no plano de voo apresentado à Bolívia foi anotado que voaria a 30 mil pés. A aprovação desse plano de voo, portanto, não foi correta, afirmou Bonilla.

Gravidade não foi informada

O relatório revela, além disso, que quando o piloto pediu à torre de controle do aeroporto José María Córdova que lhe permitissem aterrisar, não informou a gravidade de sua situação nem que dois de seus quatro motores já tinham parado de funcionar.

“Nesse ponto tinham dois motores desligados e a tripulação não fez nenhum relato de sua situação, que era crítica, e continuou relatando de forma normal” à torre de controle, explicou.

Pouco depois, com um terceiro motor já desligado, se escuta nos áudios como a torre pergunta se precisam de algum serviço adicional em terra por uma possível emergência, e o piloto responde que não.

Quatro minutos antes do acidente, o quarto motor desligou e se produziu uma falha elétrica total, que foi informada pelo piloto por meio de um sistema primário, já que o restante tinha ficado desconectado por falta de energia.

Na sua última conversa, o piloto pediu “vetores” enquanto descia sem autorização para aterrisar. A torre lhe perguntou então sua altitude e ele informou que ainda estava a 8,2 milhas (cerca de 13,1 quilômetros) da pista, mas não houve resposta por causa do impacto do avião, que aconteceu a cerca de 230 quilômetros por hora.

Corpo de presidiário que teria cortado o cabelo de uma mulher, é encontrado com tiro de calibre .12


oselio-da-ponte-santos

Por volta das 06h35, desta de manhã de segunda-feira (26), a Polícia Militar foi informada de um homicídio, ocorrido na rua de acesso ao Loteamento Nanuque, no Bairro Castelinho. Os militares se dirigiram ao local e confirmaram o fato, preservando o local do crime até a chegada da Polícia Civil.

A vítima estava caída nos fundos de um veículo VW/Gol, de cor branca, placa policial MSH 6779. A vítima foi identificada como sendo Osélio da Ponte Santos (20 anos).

ozelio-da-ponte-santos-4

Segundo informações, o Osélio registra várias passagens na polícia e atualmente cumpria pena no CPTF (Conjunto Penal de Teixeira de Freitas).

Osélio usava uma camisa do Bahia e uma bermuda, e apresentava uma lesão na cabeça provocada possivelmente por uma arma calibre .12. A polícia acredita que o Osélio foi desovado no local, pois há sinais de sangue no banco do motorista e no porta-malas.

A Polícia Civil esteve no local, representada pela delegada plantonista Maria Luíza Ribeiro. A delegada acionou o Departamento de Polícia Técnica, que foi representada pelo perito coordenador, Paulo Libório.

ozelio-da-ponte-santos-9

Após exames no local, o corpo foi removido ao IML de Teixeira de Freitas, onde passará por exames de praxe. Após necropsia, o corpo será liberado aos familiares para velório e sepultamento.

A delegada instaurou inquérito policial para investigar autoria e motivação do crime.

Acusado preso: Moto roubada em Itamaraju é recuperada em Alcobaça


brosd1-1200x545_c

Neste sábado, dia 24 de dezembro, policiais da 88ª Companhia Independente de Alcobaça (CIPM), durante rondas e abordagens na cidade, desconfiaram de um indivíduo, que conduzia uma motocicleta Honda Bros, de cor branca, placa OZG-2563, licenciada em Itamaraju.

Os militares então, deram ordem de parada ao suspeito e ao questioná-lo sobre onde residia, informou ser de Teixeira de Freitas e quando consultaram a placa da motocicleta no Sistema Sinesp, constataram que o veículo possuía restrição de roubo.

Com a descoberta, Mábio Rosário da Silva, o ‘’Mabinho’’, recebeu voz de prisão e pouco tempo depois acabou sendo encaminhado à sede da 8ª Coorpin, onde foi apresentado para conclusão do flagrante. A partir de agora a polícia quer saber se o acusado foi um dos autores do roubo, ou apenas receptou o produto.

Essa motocicleta Honda Bros foi tomada de assalto na manhã de terça-feira, dia 20 de dezembro, na rodovia BR-101, imediações da Fazenda Café Norte, no município de Itamaraju, quando o proprietário, acabou abordado por criminosos armados, que ordenaram que o mesmo parasse, descesse e entregasse imediatamente o bem. Logo depois os criminosos fugiram sem deixar pistas. (Da redação TN)

Ponto 40: Jovem de Itamaraju é assassinado a tiros em Teixeira de Freitas


chid-1200x545_c

O assassinato aconteceu na noite deste domingo de Natal, dia 25 de dezembro, por volta das 21h, em uma estrada vicinal que dá acesso ao Povoado de Vila Mutum, fundos do Bairro Tancredo Neves, em Teixeira de Freitas e a vítima foi identificada como Joabe Santos Pires, de 21 anos de idade, natural de Itamaraju.

Ao lado do corpo, que apresentava sete perfurações, não sendo possível precisar de imediato quantas de entrada e saída, o perito Paulo Libório, do Departamento de Polícia Técnica de Teixeira de Freitas (DPT), recolheu dois estojos de pistola Ponto 40. Na cena do crime também foi encontrado um chicote normalmente usado para bater em animais, o que leva a acreditar que a vítima estava montada quando fora surpreendida pelo atirador.

Após a perícia de local e o levantamento cadavérico, procedimentos acompanhados pela delegada Maria Luíza Ribeiro, de plantão neste domingo, dia 25, na sede da 8ª Coorpin, foi autorizada a remoção do corpo ao IML para exames de necropsia. Autoria e motivação do assassinato são desconhecidas. (Da redação TN)

  Categorias:

Vendedor morre após acidente automobilístico na BR-101, próximo ao trevo de Teixeira de Freitas


zequinhad-1200x545_c

Um violento acidente por volta de 19h deste domingo, dia 25 de dezembro, no Km 876 da BR-101, no perímetro urbano de Teixeira de Freitas, terminou com a morte do vendedor de produtos alimentícios, José de Souza Amaral, o “Zequinha”, de 53 anos.

A colisão envolveu um veículo Chevrolet Kadett, de cor branca, placa GQD-7767 e uma motocicleta Honda Fan 125cc, de cor vermelha, placa JQJ 5875, ambos licenciados em Teixeira de Freitas.

O choque foi tão violento que o carro desceu a ribanceira e partes do motocicleta ficaram espalhadas pelo asfalto. O motociclista, que morreu na hora, retornava de uma propriedade rural, onde produziria embutidos, que depois ele mesmo comercializava na cidade.

As causas do acidente ainda estão sendo investigadas. O trânsito enfrentou lentidão no trecho da batida e precisou de orientação dos agentes da Polícia Rodoviária Federal – PRF.

zequinhad1

Motorista preso

O motorista do Kadet, Nilton Silva Gomes, de 43 anos de idade, disse que não teve como evitar a colisão, já que o motociclista teria invadido a sua mão de direção. Ainda no local do acidente, ele foi submetido ao teste do bafômetro e como o equipamento comprovou que o mesmo havia ingerido bebida alcoólica, acabou preso e encaminhado à sede da 8ª Coorpin, onde permanece à disposição da Justiça. O condutor e o carona não se feriram com gravidade.

(Da redação TN)