Com muita garra, a equipe de jogadores de futebol de campo dos Guedes vence o campeonato de futebol de Cumuruxatiba


Campeonato_cumuruxatiba_1

Domingo de sol, céu azul e muita descontração, foi com esse clima de animação que se deu o encerramento do Campeonato de Futebol de Campo em Cumuruxatiba no domingo passado(26/11).

O evento contou com o apoio da Prefeitura Municipal de Prado, que através da Secretaria Municipal de Turismo, Esporte e Cultura não mediu esforços para atender as demandas do organizador do campeonato, o Lúcio Luiz que junto com Luciano Bolete, diretor de esportes vibravam de alegria de ver a animação do povo que acompanhava cada jogada.

O campeonato durou três meses e contou com dez equipes; Palmeiras, Retombo, Gurita, Guedes, Vasco, Fla Bugigão, Antônio de Paula, Sombrinha, Corumbalzinho e Morro da Fumaça.

Foram momentos de muitas disputas pelos dois times ( Guedes e Fla Bugigão) que brigavam pelo título, eram lances e mais lances que tiravam o fôlego dos torcedores.

A premiação foi estipulada para R$2.000,00(dois mil reais) para o primeiro lugar mais troféu e medalhas; R$1.000,00(hum mil reais) mais troféu e medalhas para o vice campeão.

Os prêmios foram entregues pelo diretor de esportes da Prefeitura Municipal de Prado, Luciano Bolete que acompanhou o campeonato em todas as suas etapas, e também, representou oficialmente o secretário municipal de turismo, Joklébio Coelho e a prefeita de Prado, Mayra Brito.

Equipe do Mundo em Família visitou o Prado e aprovou a viagem


Equipe_mundo_em_familia_1

Viajar é uma oportunidade de viver momentos únicos em família, pensando assim, o Rodrigo Nunes, casado com Andréia, pai de Laura, Mariane e Lucas ousaram na vida e embarcaram a bordo de um ônibus (Motorhome) para viajar o mundo, é O Mundo em família em ação.

O casal que é pura simpatia nos disse: “Trocamos nossa casa em concreto por uma de rodas para dar uma volta ao mundo”, fato incrível já que seus filhos são pequenos. Para a família, estudar é ponto primordial, e não há dificuldades, porque as crianças estudam pela internet e cumprem horário rígido para atender ao calendário escolar, e tudo com acompanhamento e supervisão da escola que eles estão matriculados.

A família já percorreu boa parte do mundo e após longas vivências, com muitas experiências na bagagem, Rodrigo se tornou uma verdadeira referência no assunto. Muitas pessoas passaram a procurá-lo pedindo conselhos e dicas. Pensando em ajudar o maior número de pessoas a realizar seu sonho de viajar, ele criou o curso, ‘Viajando Sem Dinheiro’ que pode ser comprado apenas pela internet. Fora esse curso, o Rodrigo já escreveu 3 livros, são eles: Aprenda a Viajar sem Gastar $$$, Viaje de Moto, Fique Rico Viajando.

Tivemos a oportunidade de conhecer essa linda família aqui no município de Prado, quando em sua estada eles conversaram conosco e contaram um pouco dessas incríveis aventuras que vivenciaram mundo a fora.

Na oportunidade, o Rodrigo realizou uma palestra na Escola Municipal Epaminondas Caetano de Almeida e no Colégio Municipal Anísio Teixeira, onde contou para os estudantes e demais ouvintes as novidades envoltas com inúmeras experiências das duas vezes que deram a volta ao mundo.

No roteiro de Prado, Rodrigo, Andréia, Laura, Mariane e Lucas foram conhecer a Aldeia Cahy em Cumuruxatiba; provaram das cocadas da dona Lucinha em Cumuruxatiba, em parceria com o Projeto Vela Cumuru foram fazer o passeio de avistamento do Monte Pascoal, na visão marítima, percorrendo o trecho da Carta Náutica de Caminha; visitaram o Parque Nacional Descobrimento, onde tiveram oportunidade de trocar experiências com o Anselmo, atual chefe do Parque Descobrimento e adquirir mais conhecimentos.

Ainda em Prado, a família participou de uma rodada de conversas com a equipe da TV. Santa Cruz, (repetidora da Rede Globo de Comunicações) e forneceu vários dados relevantes para a Secretaria Municipal de Turismo.

A prefeita Mayra Brito, agradece a todos que colaboraram para o acolhimento dos nossos visitantes, a equipe da Secretaria de Turismo, da Secretaria de Educação, ao Projeto Vela Cumuru, ao Sr. Anselmo, chefe do Parque Nacional, a Pousada Ponta de Areia, e aos demais colaboradores que prestaram assistência ao Rodrigo, Andréia, Laura, Mariane e Lucas.

Agradecemos a visita e desejamos feliz viagem para essa gente simples e repleta de sabedoria.

Rui celebra R$ 81 milhões em convênios com 187 municípios


ruimad2-1200x545_c

Convênios e ordens de serviço voltados para diversas áreas, como saúde, esportes, agricultura e recursos hídricos, foram assinados pelo governador Rui Costa e prefeitos de 187 municípios baianos na tarde desta segunda-feira (27). No auditório da sede da União dos Municípios da Bahia (UPB), em Salvador, mais de 300 pessoas acompanharam a assinatura dos documentos, que reúnem recursos superiores a R$ 81 milhões.

Os convênios vão garantir melhorias no abastecimento de água, agricultura familiar, desportos, desenvolvimento rural, pavimentação de estradas e ruas, ambulâncias e equipamentos de saúde, bem como a construção de 12 vilas olímpicas em batalhões da Polícia Militar. “Cada assinatura foi pensada em parceria com os prefeitos, visando sempre dar melhores condições aos baianos. Quando esse acordo é feito com a boa vontade das duas partes, tudo fica mais fácil e até mais barato”, afirmou Rui.

Signatário de um convênio que vai garantir um trator para o município, o prefeito de Central, Uilson Monteiro, ressalta que “neste momento difícil, é importante essa ligação direta com o Governo do Estado, que sempre olha para o interior da Bahia”.

Saúde em foco

Além dos convênios, o evento foi marcado por uma série de entregas. O rastreamento do câncer de mama e do colo do útero ganhou uma importante aliada: a carreta do Hospital da Mulher. A unidade móvel, que vai percorrer todo o território estadual, possui dois consultórios ginecológicos e um mamógrafo.

A carreta vai disponibilizar os exames no colo do útero e na mama, a fim de detectar a doença, que nas duas partes do corpo é responsável pela morte de aproximadamente 30 mil mulheres por ano, no Brasil. Caso seja identificada alguma anormalidade, uma biópsia será realizada e, se necessário, a paciente segue para a retirada do tumor no Hospital da Mulher, no Largo de Roma, na capital.

Com o veículo, será possível realizar 160 preventivos e 80 mamografias por dia. As pacientes dos municípios pelos quais a carreta irá passar poderão conferir o resultado com agilidade, visto que os laudos são entregues em até 15 dias. “O atendimento na unidade móvel é idêntico ao oferecido em um consultório tradicional”, assegura o diretor-geral do Hospital da Mulher, Marco Antônio Andrade.

Além da carreta do Hospital da Mulher, o governador entregou 31 ambulâncias comuns e outras nove do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que irão atender a população de municípios distribuídos por diversas regiões do estado.

Mais entregas

No campo da agricultura e pecuária, quatro tratores com implementos agrícolas foram repassados a quatro municípios. A Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab) também foi beneficiada, recebendo 34 novos veículos, que serão utilizados em 25 cidades baianas.

Diversas autoridades, entre elas deputados federais e estaduais, além do vice-governador e secretário do Planejamento do Estado, João Leão, e os senadores Otto Alencar e Lídice da Mata marcaram presença. Estiveram presentes ainda os secretários estaduais da Saúde, Fábio Vilas-Boas; de Desenvolvimento Rural, Jerônimo Rodrigues; de Infraestrutura Hídrica e Saneamento, Cássio Peixoto; do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Olívia Santana; de Desenvolvimento Urbano, Jusmari Oliveira; da Agricultura, Vitor Bonfim; e de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social, Carlos Martins.

Fotos: Mateus Pereira/GOVBA

Projeto de Carletto visa conceder isenção de imposto na aquisição de motocicletas por mototaxistas e motoboys


carlettod1-1200x545_c

Apresentado pelo deputado federal Ronaldo Carletto (PP), o Projeto de Lei 8859/2017 visa conceder a isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para motoboys e mototaxistas na aquisição de motocicletas. A medida vale para compras de motocicletas de fabricação nacional, de até quinhentas cilindradas, feitas pelos profissionais citados.

Segundo o parlamentar, a concessão do incentivo fiscal só trará benefícios. “Essa isenção poderá proporcionar a renovação da frota desses veículos e a redução de custos, beneficiando também a população brasileira, com o oferecimento de um serviço de melhor qualidade, mais seguro, e a um custo mais baixo. Por estas razões, esperamos contar com o apoio de nossos ilustres pares para a aprovação da proposta”, salientou Carletto.

Para regulamentar a isenção, será necessário que o comprador preencha as condições previstas para o exercício das profissões. Além disso, a isenção do IPI só poderá ser utilizada uma vez a cada dois anos.

Teixeira: Prefeito passa por cirurgia e senador refuta gravidade de procedimento


temod1-1200x545_c

O prefeito de Teixeira de Freitas, Timóteo Brito (PSD), deve voltar ao cargo ainda nesta semana após ter sido internado em São Paulo. A informação foi passada pelo presidente do PSD na Bahia, senador Otto Alencar (que também é médico).

Antes, circulou rumores de que Timóteo Brito teria se submetido a um procedimento de maior gravidade. “Conversei com ele [Timóteo], nesta segunda, de manhã, e ele está bem. Querem matar meu amigo Timóteo, mas ele continua bem”, brincou.

Segundo Otto, Timóteo se submeteu a uma cirurgia de hérnia inguinal, procedimento realizado pelo urologista Miguel Srougi, no Hospital Sírio-Libanês, na capital paulista. A alta de Timóteo deve ocorrer em poucos dias. (Informações: Bahia Notícias)

Número de mulheres vítimas de abuso sexual e violência doméstica crescem no Brasil


mud-1200x545_c

Juliana* Silva, órfã de pai e mãe, de 29 anos, cresceu envolta ao sonho de construir uma família. Conheceu Paulo*, seu ex-marido, ainda nova, durante as brincadeiras de bola no bairro em que morava com o irmão e o avô, Valparaíso, Goiás. No início do namoro, Juliana teve indícios de que o namorado era um homem agressivo, durante um pequeno desentendimento. Porém, passados alguns dias, o casal fez as pazes e Juliana manteve o relacionamento. “Ele dizia que me amava e queria uma família. Eu acreditei. No entanto, sempre que havia algum tipo de rusga, ele dizia que eu o irritava com indagações sem sentido. Passei a me anular, já não havia diálogo na relação, me calei. Mas mantive o casamento, por acreditar que o amor prevaleceria”, contou.

Foram nove anos de pequenas discussões seguidas de agressões por parte de Paulo. Após a gravidez, Juliana acreditou que o marido se tornaria um homem compreensivo. Enganou-se. Com o nascimento da filha do casal, Paulo tornou-se um homem intolerante ao extremo. As agressões físicas eram uma rotina familiar. Nem a presença da pequena Lilian* (filha do casal), de três anos, era motivo de intimidação para Paulo. Segundo Juliana, a relação já estava abalada.

O estopim foi um sábado, em meados de março de 2016, quando Paulo chegou em casa alcoolizado, ao retornar mais tarde de um dia de trabalho. Juliana o indagou sobre o atraso e foi recebida aos tapas. Ao tentar defender-se do marido, ele passou a esmurrar Juliana, que não resistiu e caiu desacordada. “Acordei de uma série de agressões com um balde de água gelada no rosto. Ouvia a voz da minha filha chorando lá no fundo. Achei que ia morrer ali. Quando consegui me recuperar, ele começou a me bater novamente. Um tempo depois ele cansou e dormiu bêbado, como se nada tivesse acontecido. Eu me deitei com o corpo todo dolorido e uma tristeza sem fim. Eu me sentia um lixo”, disse.

Após o ocorrido, a vida de Juliana virou um terror. Ela conta que não dormia com medo do esposo, que a ameaçava constantemente para que ela não o denunciasse. “Certa vez, tive um corte profundo na perna. Não fui ao hospital por medo de descobrirem a agressão. O pior foi quando ele resolveu forçar relações sexuais comigo. Ele dizia que eu devia aceitar, pois eu era a esposa dele. É claro que eu deixava e ao fim chorava pelos cantos”, afirmou. No entanto, o relacionamento já estava ruim. Paulo, que já traía Juliana, um dia partiu para agressões físicas na rua, ao ela se deparar com ele e a amante. Neste dia, Paulo foi preso. “Quando o levaram para a delegacia, ganhei minha vida de volta”, desabafou. Porém, o fantasma da violência ainda paira sob a vida de Juliana, que nunca deixou de ter medo do ex-marido. Atualmente ele responde as agressões em liberdade.

Números da violência

A história de Juliana reforça a triste estatística de mulheres vítimas de violência doméstica e sexual. No Brasil, a cada hora, são 503 vítimas de agressão física, segundo o Datafolha. No DF, houve um crescimento substantivo das vítimas de violência no ultimo ano. Dados da Secretaria de Segurança Pública do DF mostram que, até o mês de Outubro, foram registrados 97 estupros, contra os 56 casos do ano passado. Destes, 64 vítimas eram meninas com idade entre 10 e 14 anos.

Segundo a secretária-adjunta da Mulher, Igualdade Racial e dos Direitos Humanos do Distrito Federal, Márcia de Alencar, 72% dos casos acontecem dentro da própria casa da vítima. “Sabemos que, em 93% dos casos, a vítima tem vinculo com o agressor. Estamos falando de uma violência que é intrafamiliar, que está diretamente ligada à banalização da cultura de violência contra a mulher”, explicou.

No sábado,  dia 25 de Novembro, o Orange Day chama para o Dia Internacional da Não-Violência contra a Mulher. No GDF, foi lançada a campanha “Meninas, Mulheres & Respeito”, que conta com atividades nas cidades do entorno. Houve também o lançamento do Aplicativo Viva Flor, ferramenta que pretende auxiliar no combate aos casos de violência contra a mulher. Segundo a secretária adjunta da mulher, a proposta é chamar a sociedade para os vários fatores que determinam as agressões às mulheres, por pessoas do sexo masculino, que inclui companheiros, pais e parentes próximos. “Estamos tentando responsabilizar o agressor, que passa por um processo de conscientização ao receber punição da justiça. Eles são acompanhados, no sentido de compreender o efeito nefasto da sua conduta e, assim, poder ressignificar a sua relação com o feminino”, definiu Márcia.

Hoje, existem três números para denúncias de violência contra mulheres: o disque 100, voltado para meninas vítimas de abuso e exploração sexual. Além do 180, para casos de violência doméstica. Aos moradores do Distrito Federal, discar 156, opção 6. (Por Karenina Moss)

Polícia prende “Mamão” e “Baixote” acusados de homicídio em Alcobaça


duplaaaaaaaaaaaa primeiro

 

Luan Conceição dos Santos (20 anos, conhecideo como ‘Mamão’) e Rogério Conceição de Jesus (19 anos, conhecido como ‘Baixote’)

As prisões aconteceram no final da tarde desta segunda-feira (27), em Prado e Alcobaça.

Os policiais da 88ª CIPM receberam denúncias anônimas do paradeiro dos suspeitos de participar do homicídio de um adolescente, no último sábado (25), no bairro Farol, em Alcobaça. O crime teria ocorrido depois de uma desavença, em razão da disputa por território no tráfico de drogas na cidade.

Luan Conceição dos Santos (20 anos, conhecido como ‘Mamão’), preso em Alcobaça, é acusado de desferir golpes de faca no tórax do adolescente morto. O outro suspeito, é Rogério conceição de Jesus (19 anos, conhecido como ‘BAIXOTE), preso em Prado, teria atraído a vítima para o encontro com sua morte.

Os dois confessaram suas participações criminosas no homicídio.

 Com informações de Diógenes Cunha

Emoção marca sepultamento de PMs mortos em Canabrava


csm_27112017GSE7_0a00d7149e

Militares caíram da motocicleta quando patrulhavam a região

Os corpos dos dois policiais militares que morreram em um acidente de trânsito no domingo (26) foram sepultados na tarde desta segunda (27), no cemitério Bosque da Paz, bairro de Nova Brasília, em Salvador. A movimentação de viaturas e policiais fardados, incluindo altas patentes da Polícia Militar, indicavam muito antes da entrada do local do enterro que algum integrante da corporação havia morrido.

Policiais de diversas unidades lotam o cemitério (Foto: Betto Jr/ CORREIO)

Os dois sepultamentos aconteceram às 17h, mas por volta das 16h um porteiro já avisava para quem estava chegando que o estacionamento estava lotado. Muitos motoristas precisaram deixar os carros do lado de fora e seguiram a pé até as capelas 5 e 6, onde os corpos de Davi Simões Borges, 31 anos, e Juclei Moraes da Silva, 27, eram velados.

Os dois militares morreram depois de caírem de uma motocicleta, por volta das 20h, na frente da entrada principal do Estádio Manoel Barradas (Barradão), no bairro de Canabrava. Eles trabalhavam na 50ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Sete de Abril) e estavam fazendo o motopatrulhamento da área quando sofreram o acidente. Davi tinha três anos na corporação, e Juclei estava há sete anos na profissão.

Militares fazem homengens às vítimas (Foto: Betto Jr/ CORREIO)

Para o soldado Ribeiro, que trabalhou com os dois, a dor da perda era indescritível. “Eu conhecia os dois, mas tinha mais contato com Borges (Davi). Todo dia de manhã a gente sempre se encontrava na hora de assumir o serviço. Ele era brincalhão e a gente tinha uma boa relação. Assim como Juclei, que também foi abraçado pela companhia. Ótimos policiais. A gente nunca imagina que vai perder a vida em um acidente de moto. Agora, a lembrança que fica é da alegria que eles nos deram”, contou Ribeiro, emocionado.

Uma multidão acompanhou o cortejo até o final do sepultamento. Os familiares e amigos dispensaram os carrinhos e carregaram nas mãos os caixões até as duas sepulturas, ao som de músicas religiosas e orações. No meio do trajeto, as canções e preces foram interrompidas para uma salva de tiros em homenagem aos policiais. Emocionadas, as mães dos dois PMs precisaram ser amparadas. O enterro foi encerrado ao som do Hino da Polícia Militar e sob aplausos.

Familiares emocionados durante o enterro (Foto: Betto Jr/CORREIO)

Investigação
Comandantes de diversas unidades da Polícia Militar, investigadores da Polícia Civil e guardas municipais foram até o cemitério dar o último adeus aos dois militares. O acidente aconteceu por volta das 20h, alguns minutos antes de Davi e Juclei deixarem os serviços, o que ocorreria às 21h. Davi pilotava a moto enquanto Juclei estava na garupa. Eles estavam fazendo o motopatrulhamento com mais dois militares que estavam em outra motocicleta.

O comandante da 50ª CIPM, major Sérgio Malvar, trabalhava diariamente com Davi e Juclei e contou que estava no local quando tudo aconteceu. Ele não viu o acidente, mas chegou alguns minutos depois da queda e encontrou as vítimas no chão. Uma das pistolas 380 estava no coldre de Davi, enquanto a de Juclei estava desarmada.

“Acreditamos que ela desarmou com a queda, mas não houve disparo como foi informado pela SSP. Eu estava lá quando eles receberam socorro e em nenhum momento vi, nem os socorristas e o médico informaram, que havia perfuração de tiro. Estávamos e continuamos trabalhando com hipótese de acidente de trânsito, cuja causa deve ser esclarecida”, afirmou.

A mãe de uma das vítimas é amparada (Foto: Betto Jr/ CORREIO)

A polícia vai ouvir as testemunhas nos próximos dias, e já solicitou as imagens de câmeras de segurança da região. Está sendo investigado também se as vítimas estavam carregando uma arma longa no momento do acidente, como uma carabina ou uma submetralhadora, que são usadas no motopatrulhamento, mas não foram encontradas com os militares.

O soldado Davi foi levado para o Hospital São Rafael, mas na unidade hospitalar teve duas paradas cardíacas e não resistiu. Já o soldado Juclei foi levado pela ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital Geral do estado (HGE), onde já chegou sem vida. O comandante geral da PM, Anselmo Brandão, também esteve no sepultamento e lamentou o ocorrido.

“Eram dois excelentes policiais. É sempre uma tristeza um comandante enterrar um dos seus comandados, porque a gente cuida deles como pai. Hoje eles estão sendo enterrados como heróis. Estamos todos muito sentidos, e estamos aqui para dar o último adeus e dizer para eles que não vamos esquecer. Os policiais são os guardiões da sociedade e nesse momento o comandante e toda a sociedade baiana precisa se solidarizar e mostrar pra ela e os familiares a importância deles para todos nós”, afirmou.

Um multidão foi se despedir dos policiais (Foto: Betto Jr/ CORREIO)

O pai de Davi, o missionário Elito Pereira Filho, 51, contou no Instituto Médico Legal (IML), horas antes do sepultamento, que o filho era um homem tranquilo. “Ele gostava muito de trabalhar e nós nunca nos preocupamos com ele no trabalho, porque era um rapaz bem tranquilo, que não se envolvia em nada. É uma dor muito grande”, pontuou. O policial deixou duas filhas. Juclei era pai de um menino.

PHOTO JORNALISMO / Com informações do Correio 24h

Testes realizados durante mutirão de saúde detectaram pacientes com sífilis e Aids em Alcobaça


teste-rapido1-1200x545_c

O diagnóstico foi obtido em testes rápidos no mutirão de serviços da saúde realizado no último sábado (25), na Colônia de Pescadores Z-24 de Alcobaça, numa parceria com a Secretaria de Saúde e o Rotary Clube.

A Coordenadora da Atenção Básica, Ravenna Dantas, falou sobre a ação que detectou esses casos. “Realizamos 200 testes rápidos e foi com um deles que identificamos esses casos. Já nessa segunda-feira (27), encaminhamos esses pacientes para novos testes, desta vez, com a análise sanguinea. Se a contraprova confirmar a doença, vamos auxiliar esses pacientes com os atendimentos e tratamento necessários”, afirma.

O prefeito de Alcobaça, Léo Brito, fala sobre as ações realizadas no município. “Desde o início deste ano, nossas equipes de saúde vêm realizando diversas ações e é dessa forma que ajudamos a prevenir doenças e a diagnosticar casos suspeitos. A adesão e participação dos alcobacenses é fundamental para melhorar o serviço e a qualidade de vida da população”, destaca.

Aluno da Escola Santa Rita do povoado de Palmares ficou em terceiro lugar na 13ª OBMEP (Olimpíadas Brasileira de Matemática das Escolas Públicas) e garantiu a medalha de bronze entre mais de 18 milhões de inscritos


Olimpiada_mat_prado_06

O adolescente Jacks Wagner da Conceição Oliveira, aluno da Escola Santa Rita do povoado de Palmares, participou da 13ª OBMEP e foi classificado em 3º lugar, entre os mais de dezoito milhões de inscritos em todo o Brasil; desse número de participantes, 3600 alunos receberam a medalha de bronze, dentre eles, o nosso menino Jacks Wagner da Conceição Oliveira, filho do casal Elenice e Jacy que residem no povoado de Palmares em Prado BA.

Elenice, Jacks Wagner e o professor Solon

Muito timidamente Jacks recebeu das mãos do Professor Solon Gomes de Sousa, coordenador da OBMEP regional BA05; o diploma de honra ao mérito e das mãos dos professores de matemática da Escola Santa Rita Edimarson Peruba (2016 e 2017) e Ramsés Diamantino(2015), a medalha de bronze.

Este acontecimento emocionou todos os presentes. A diretora da escola professora Lucélia da Silva Puttin, o vice-diretor Yuri Oliveira, a secretária de educação Iralúcia Sincorá e todos os presentes, renderam-se a esse momento de alegria e contentamento com gratidão a Deus, por proporcionar essa rica e feliz oportunidade de dividirmos essa benção de ter um adolescente, da zona rural, filho de Prado, oriundo de família simples, com poucos recursos financeiros, receber com mérito o seu premio de direito, por ter feito uma escolha na vida: estudar e não desistir. Vivemos momentos de intensa pressão no nosso país, e vemos frente a frente que a dificuldade existe somente para quem se limita a ela, para os que ousam e transcende o limite do medo, da acomodação, da carência, não há espaço, tempo ou distância, tudo se torna possível, porque há o desejo do realizar, há a força do querer, e o estímulo? O estímulo é a certeza da vitória. Gratidão Jaks Wagner por nos mostrar que com a educação, temos condições de ganhar o mundo.

Professora Cristielle e a Secretária de Educação de Prado, Iralúcia Sincorá

A prefeita Mayra Brito recebeu a notícia da classificação do aluno Jacks Wagner, ainda em Brasília-DF e não se conteve de tanta alegria, por isso nos solicitou que transmitíssemos a esse jovem os parabéns pelo aluno brilhante que é, aos seus pais Elenice e Jacy pelo incentivo e apoio que dão ao filho para estudar, a todos que compõe a equipe da Escola Santa Rita, professores, em especial os professores de matemática, a diretora, vice-diretor, em fim, a prefeita parabeniza e agradece por todo esforço e dedicação que dão a educação.

SOBRE OBMEP

A 13ª edição da OBMEP bateu novo recorde de escolas (53.231), de 99,6% dos municípios brasileiros. Dos 18,2 milhões de estudantes inscritos, 941 mil foram classificados para a segunda fase da competição – 903 mil de escolas públicas.

A OBMEP é destinada a estudantes do 6º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio, a OBMEP é realizada pelo IMPA e promovida com recursos do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e do Ministério da Educação(MEC), com o apoio da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM).

Professor Solon Gomes de Sousa, coordenador da OBMEP regional BA05

A olimpíada integra o calendário de atividades do Biênio da Matemática do Brasil 2017-2018, que tem patrocínio do BNDES e apoio dos ministérios da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações e da Educação. Criada em 2005 pelo IMPA, a OBMEP tem como metas estimular o estudo da Matemática, revelar talentos – incentivando seu ingresso nas áreas científicas e tecnológicas – e promover a inclusão social pela difusão do conhecimento.

O impacto efetivo da OBMEP nos resultados de Matemática no país tem sido medido por estudos independentes. De acordo com trabalho do ex-presidente do INEP, Chico Soares, escolas que participam ativamente da competição apresentam melhora no desempenho dos alunos de 26 pontos na Prova Brasil, o equivalente a 1,5 ano de escolaridade extra.