Alcobaça: Câmara mantém parecer do TCM e reprova contas de Bernardo Olívio


Bernardo-Olívio-Firpo-Oliveira

Na noite desta segunda-feira, dia 20 de novembro, os 11 vereadores de Alcobaça reuniram-se em sessão ordinária, quando discutiram e votaram o parecer técnico do Tribunal de Contas do Município (TCM), que opinou pela rejeição das contas do exercício financeiro de 2015, de responsabilidade do ex-prefeito Bernardo Olívio (PSL).

Como o parecer do TCM foi pela rejeição das contas, para reverter a decisão no Legislativo Municipal, Olívio dependia de 8 votos, ou seja 2/3 da composição da Câmara, mas no entanto, apenas quatro vereadores optaram em contrariar a decisão do órgão de contas e os demais sete legisladores votaram por manter o parecer, ou seja, foram contrários ao ex-gestor.

Com as contas rejeitadas no TCM e agora na Câmara Municipal de Alcobaça, torna-se quase impossível Bernardo Olívio retornar à vida pública. O ex-gestor deixou o governo municipal em 31 de dezembro de 2016, enfrentando um dos maiores desgastes políticos na história de Alcobaça e ainda sendo acusado de cometer uma série de irregularidades com as finanças públicas.