Acusado de estupro é preso cinco dias depois ao ser reconhecido pela vítima


 

estupro-acusado

Acusado foi preso na noite desta quinta-feira, cinco dias após o estupro

ITAPEBI – Acusado de estuprar uma mulher na cidade de Itapebi, o trabalhador rural Balbino Gomes da Silva, de 49 anos, foi preso por volta das 18h30 desta quinta-feira (12).

O crime, segundo vítima – uma doméstica de 41 anos -, ocorreu na tarde do último sábado (7), na casa dela, no bairro Fênix. Ela contou ao RADAR 64 que estava limpando a área externa da residência, quando foi surpreendida pela acusado, que aproveitou que o portão estava aberto.

Ainda conforme a doméstica, o suspeito estava alcoolizado e a levou para um quarto, onde cometeu o estupro. A mulher ainda foi muito agredida e, por causa disso, precisou ficar três dias internada no hospital público do município.

Na noite desta quinta, ao ver Balbino na porta de sua casa, a vítima ligou para a Polícia Militar, que foi imediatamente ao local e o prendeu.

Além de ser estuprada, mulher afirma que foi espancada pelo acusado

Balbino foi ouvido pelo delegado Rodolfo Faro, no plantão central da Polícia Civil, em Eunápolis. Devido à ausência de flagrante, ele foi liberado para responder pelo crime de estupro em liberdade.

No entanto, Balbino pode voltar para a prisão a qualquer momento, uma vez que o delegado vai pedir que a sua prisão preventiva seja decretada pela justiça. (PHOTO JORNALISMO/com informações do Radar 64)