Acusado de comandar o tráfico em Teixeira de Freitas morre em confronto com a Cipe-Mata Atlântica


ebaod1-1200x545_c

Policiais militares da Cipe-Mata Atlântica, durante rondas na noite desta terça-feira, dia 27 de dezembro, em diferentes bairros de Teixeira de Freitas, receberam uma informação anônima dando conta que um imóvel localizado na Rua Aimorés, no centro da cidade, estava sendo usado como ponto para armazenamento e distribuição de drogas.

Imediatamente os policiais foram ao endereço e assim que pararam a viatura, ouviram um disparo de arma de fogo. Logo depois outros três tiros foram dados, todos em direção ao policiais, que revidaram e acertaram Ébio Ferreira Batista, o “Ebão, indivíduo que possuía dois mandados de prisão em aberto oriundos do estado de Minas Gerais e vinha sendo apontado com um dos comandantes do tráfico de drogas na cidade de Teixeira de Freitas.

Após ser atingido o acusado foi socorrido pelos próprios policiais e ainda teria chegado vivo ao Hospital Municipal de Teixeira de Freitas (HMTF), mas acabou morrendo logo em seguida. Em poder de “Ebão” os policiais apreenderam um revólver calibre 38, refrigerado, com quatro munições deflagadas.

No interior da casa onde estava o traficante os policiais apreenderam 2,3 quilos de cocaína, quase 8 quilos de maconha, 101 gramas de crack, caixas de papel seda, dez munições de calibre 12, um coldre de revólver, duas balanças de precisão, três toucas ninja, dois coletes balísticos, nove munições calibre 38, sete munições calibre Ponto 45 e quatro munições calibre 44.

ebaod

Na casa de “Ebão” ainda foram encontrados e apreendidos, notebook, celular, joias, agenda com anotações do tráfico e R$ 554,00 em espécie. Todos os produtos apreendidos foram apresentados à Polícia Civil, que segue investigando o caso.

Ainda na noite desta terça-feira (27), o corpo de Ébio Ferreira Batista, o “Ebão”, foi removido ao Departamento de Polícia Técnica de Teixeira de Freitas (DPT), para exames de necropsia. A polícia ainda não tem a informação se ele possuía algum parente na cidade. (Da redação TN)